Fortaleza e Atlético Paranaense terão que decidir a vaga para as quartas de final da Copa do Brasil, dia 5 de junho, na Arena da Baixada, em Curitiba, depois do 0 x 0 no jogo de ida, na noite desta quinta (16), no estádio Castelão, na capital cearense. O jogo foi bem movimentado, apesar do calor do intenso, com o Fortaleza um pouco melhor na volta do intervalo, depois que o Atlético se apresentou melhor no primeiro tempo. As chances de gols foram poucas e iguais.

FORTALEZA – Marcelo Boeck, Tinga, Roger Carvalho, Juan Quintero e Bruno Melo; Paulo Roberto, Araruna e Marlon; Romarinho (Mateus Alessandro), André Luis (Edinho) e Marcinho (Junior Santos). Foi o vigésimo sexto jogo de 2019 do campeão cearense, sem que o técnico Rogerio Ceni tenha repetido a escalação, pela sequência exaustiva. O próximo jogo será domingo (19) com a Chapecoense, pela quinta rodada do Brasileirão, na Arena Condá, no oeste de Santa Catarina.

O Fortaleza conseguiu a liberação da venda de cerveja e negociou com cinco marcas, após onze anos de proibição nos estádios da capital cearense. O clube antecipa que o lucro da venda será investido 100% nas obras do seu centro de treinamento. Dia 25, o Fortaleza inicia a decisão inédita da Copa do Nordeste com o Botafogo de João Pessoa. 

ATLÉTICO – Santos, Erick, Paulo André, Leo Pereira e Renan Lodi; Wellington, Bruno Guimarães e Lucho (Leo Cittadini); Nikão (Braian Romero), Rony e Marco Ruben (Thonny Anderson, estreante, ex-Grêmio). O técnico Tiago Nunes disse que o time sentiu a temperatura elevada de Fortaleza. O próximo jogo será domingo (19) com o Corinthians, pela quinta rodada do Brasileirão, na Arena da Baixada, em Curitiba. O clube que passar às quartas de final da Copa do Brasil ganha R$3.500 mil.

QUATRO CARTÕES – Boa atuação do árbitro Braulio Machado, da Federação Catarinense, que aplicou cartões amarelos em Bruno Melo e Marcinho, do Ceará, e Lucho e, no seu substituto, Leo Cittadini, ambos meias do Atlético Paranaense. O nível disciplinar do jogo foi bom. Renda e público não anunciados pelo Fortaleza.

RESCINDIU – O atacante Roger, ex-Botafogo, acertou nesta quinta (16) a rescisão de comum acordo do contrato com o Ceará, após marcar só cinco gols nos 13 dos 19 jogos em que atuou como titular. Em sua passagem anterior pelo vice-campeão cearense, em 2011, Roger havia feito sete gols em doze jogos.

Foto: O Povo Online