A DERROTA PARA O COLO-COLO, maior campeão do Chile e único chileno campeão da Libertadores, não tira o brilho da estreia histórica do Fortaleza no principal torneio de clubes da América do Sul, na noite desta 5ª feira (7). Quatro dias depois de ganhar a Copa do Nordeste, o Fortaleza voltou a ter mais de 50 mil torcedores na Arena Castelão. R$1.290.674,00. 50.429 pagantes.

O COLO-COLO ABRIU O PLACAR aos 38 minutos, com o gol do atacante argentino Juan Martin Lucero, de 30 anos. Ele chegou a conversar com o Vasco e o Fortaleza, mas acabou se tornando na 3ª contratação do clube chileno em janeiro de 2022. Na volta do intervalo, o meia argentino Pablo Solari, de 21 anos, fez 2 x 0 logo aos 3 minutos, aproveitando falha da defesa do Fortaleza.

O PRIMEIRO GOL DO FORTALEZA na história da Libertadores, aos 25 do 2º tempo,  foi o 3º do atacante Renato Kayzer, paranaense de 26 anos, na atual temporada, com assistência de Pikachu. Kayzer iniciou no Vasco e foi campeão carioca em 2016. O Fortaleza tentou o empate, mas o Colo-Colo ocupou os espaços e se fechou bem na defesa, com boas defesas do goleiro chileno Brayan Cortez.

O FORTALEZA PERDEU A INVENCIBILIDADE, após 11 vitórias e 5 empates em 2022, mas é bom que se ressalte: o Colo-Colo, do técnico argentino Gustavo Quinteros, ex-zagueiro de 57 anos, lidera o atual campeonato, e é o maior campeão com 32 títulos, além de ser o único chileno campeão da Libertadores, vencendo o Olímpia, do Paraguai, por 3 x 0, na final de 1991. 

O FORTALEZA DA ESTREIA NA LIBERTADORES: Max Walef, Landazúri, Benevenuto e Titi (Ceballos, 21 do 2ºtempo); Pikachu, Hércules (Felipe, intervalo), Welison, Lucas Lima (Romarinho, 38 do 2ºtempo) e Juninho Capixaba (Lucas Crispim, 21 do 2ºtempo); Moisés e Silvio Romero (Renato Kayzer, intervalo). Técnico, Juan Pablo Vojvoda, ex-zagueiro argentino de 47 anos.

COLO-COLO – Brayan Cortez, Opazo, Falcón, Emiliano Amor e Suazo; Pavez, Fuentes, Solari e Leo Gil (Zaldivia, 21 do 2ºtempo); Lucero (Balados, 29 do 2ºtempo) e Gabriel Costa (Carlo Villanueva, 30 do 2ºtempo). O técnico Gustavo Quintero é argentino, mas se naturalizou boliviano, fez 26 jogos como zagueiro pela seleção, que dirigiu de 2010 a 2012. É técnico do Colo-Colo desde 2020.

O ÁRBITRO ANDRÉS CUNHA, de 45 anos, da Associação Uruguaia de Futebol, fez oito advertências com cartão amarelo – Titi, Welison, Lucas Lima e Moisés – e Brayan Cortez, Suazo, Gabriel Costa e Emiliano Amor, zagueiro argentino de 26 anos, expulso aos 45 do 2ºtempo, por falta dura, após o 2º amarelo.

NO GRUPO F, Colo-Colo e River Plate, que venceu o Alianza Lima por 1 x 0, no Peru, têm 3 pontos e saldo de 1 gol, mas o Colo-Colo lidera por ter marcado 2 gols. Sem pontuar, o Fortaleza é 3º pelo gol marcado e o Alianza Lima, último. O Fortaleza volta à Arena Castelão para a estreia no Brasileiro, domingo (10), com o Cuiabá, e 4ª (13) irá ao Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, para o jogo com o River Plate.

Foto: Lance!