O Fortaleza, campeão cearense, campeão da Copa do Nordeste, campeão da Série B e se mantendo na Série A, está concluindo 2019 com a vaga histórica de primeiro cearense a disputar a Copa Sul-Americana, e ainda com chance de entrar na pré-Libertadores de 2020. Resumo: um ano de ouro do Fortaleza EC, orgulho do futebol do estado do Ceará.

NONO LUGAR – Com os 2 x 1 deste domingo (1) sobre o Goiás, o Fortaleza chegou aos 49 pontos, igual ao adversário também em vitórias (14), mas com vantagem no saldo de gols (0 x 15). O Fortaleza zerou o saldo negativo (48 x 48) e o saldo do Goiás é negativo em 15 gols, com 42 marcados e 57 sofridos. 

BEM JUSTO – Resultado justo, com os gols no primeiro tempo, porque o Fortaleza soube aproveitar os espaços para marcar dois gols em dez minutos. Bruno Melo fez 1 x 0, de cabeça, após escanteio aos 16, e Osvaldo, com chute no ângulo, marcou o segundo aos 26. Rafael Moura marcou o do Goiás aos 44, após assistência de cabeça de Michael.

GOLEIROS BEM – Na volta do intervalo, o goleiro Felipe Alves, do Fortaleza, evitou três chances claras de gol, enquanto Tadeu, goleiro do Goiás, embora menos exigido, também fez boas defesas. Em clima muito cordial, os técnicos Rogerio Ceni e Ney Franco trocaram cumprimentos, antes e depois do jogo, e Rogerio felicitou Ney pela renovação com o Goiás.

GOIÁS – Tadeu, Yago Rocha (Yago Felipe, 37 do segundo tempo), Fabio Sanches, Rafael Vaz e Alan Ruschel (Jeferson, 18 do segundo tempo); Gilberto, Leo Sena e Thalles (Rafinha, 39 do segundo tempo); Michael, Rafael Moura e Leandro Barcia. Décima quinta derrota, quarta em casa, segunda no returno. O próximo jogo é com o Palmeiras, quinta (5), no estádio Brinco de Ouro da Princesa, do Guarani, em Campinas.

FORTALEZA – Felipe Alves, Gabriel Dias, Quintero, Paulão e Bruno Melo; Araruna, Juninho e Edinho (André Luis, 28 do segundo tempo); Osvaldo (Marlon, 20 do segundo tempo), Kieza (Wellington Paulista, 42 do segundo tempo) e Romarinho. Décima quarta vitória, quarta como visitante, segunda no returno. O próximo jogo é com o Fluminense, quarta (4), no Maracanã.

CINCO CARTÕES – O árbitro Dewson Freitas Silva, da Federação Paraense, em seu último ano na FIFA, teve boa atuação. Advertiu cinco com cartão amarelo: Michael, único do Goiás, e Gabriel Dias, Quintero, Marlon e Kieza. O público prestigiou e ao final aplaudiu os visitantes pela vitória. R$268.235,00. 27.284 pagantes no estádio Serra Dourada.

Foto: Wildes Barbosa/O Popular