O Fortaleza ficou à frente do Ceará, ao vencer (1 x 0) o clássico mais importante do estado, na noite deste domingo (10), na Arena Castelão, com o gol de cabeça de Wellington Paulista, terceiro artilheiro isolado do Brasileirão 2019, com 13 gols, depois dos rubro-negros Bruno Henrique (16) e Gabriel (21).

TROCA DE POSIÇÃO – O Fortaleza ficou em vantagem de três pontos (39 a 36) e com mais uma vitória (11 a 10), trocando de posições com o Ceará, que caiu para o décimo quarto lugar, enquanto o campeão cearense subiu para o décimo terceiro. O jogo foi equilibrado e no gol do Fortaleza, aos 13 do segundo tempo, Wellington Paulista aproveitou para cabecear bem no canto o cruzamento de Osvaldo.

FORTALEZA – Felipe Alves, Gabriel Dias, Quintero, Jackson (Paulão) e Bruno Melo; Felipe, Juninho e Romarinho; Osvaldo (Nenê Bonilha), André Luis (Kieza) e Wellington Paulista. O técnico Rogerio Ceni, chamado de Mito – campeão cearense, da Série B e da Copa do Nordeste – foi outra vez ovacionado pelos torcedores do Tricolor do Pici. O Fortaleza voltará ao Castelão, domingo (17), para o jogo com o CSA.

CEARÁ – Diogo Silva, Samuel Xavier, Valdo (Wescley), Luis Otávio e João Lucas; Eduardo Brock, Fabinho, Ricardinho e Felipe Baxola (Leandro Carvalho); Tiago Galhardo (Mateus Gonçalves) e Felipe Cardoso. Técnico – Adilson Batista. O próximo jogo do Ceará é com a Chapecoense, domingo (17), na Arena Condá, em Chapecó, oeste de Santa Catarina.

VANDALISMO – Inconformados com a derrota, alguns torcedores do Ceará quebraram e atiraram cadeiras no gramado da Arena Castelão. Um deles chegou a invadir o campo para cobrar do técnico Adilson Batista mais rendimento do time, ainda sob ameaça de voltar à Série B em 2020.

PROTESTO CONTRA O VAR – O árbitro Flavio Rodrigues de Souza, da Federação Paulista, exigiu que os torcedores do Fortaleza retirassem a faixa de protesto contra o VAR, a fim de que o jogo pudesse ser iniciado. Na faixa estava escrito: Parem! VAR já chega! O árbitro aplicou oito cartões amarelos, quatro em jogadores de cada time.

Foto: O Povo Online