Uma noite depois de sofrer a goleada de 4 x 1 para o Bragantino, o Vasco voltou ao rebaixamento, com a vitória (2 x 0) da noite de ontem (21) do Fortaleza sobre o Santos, na Arena Castelão. O Fortaleza ultrapassou Vasco, Bahia e Sport (32) e terminou a rodada em décimo quarto, com 35 pontos em 31 jogos – 8 vitórias, 12 derrotas, 11 empates -, mas com saldo negativo de dois gols (28 a 30). O Vasco caiu para o décimo sétimo lugar, com 32 pontos em 30 jogos – 8 vitórias, 8 empates, 14 derrotas – e saldo negativo de 14 gols (30 a 44).

O GOLEIRO Felipe Alves, do Fortaleza, garantiu o 0 x 0 do primeiro tempo, ao saltar com precisão para defender o pênalti – toque do zagueiro Jackson -, que o meia Jean Mota bateu no canto esquerdo aos 43 minutos. Na volta do intervalo, o volante Juninho fez o primeiro gol logo aos 3 minutos, convertendo com categoria o pênalti de Madson em Osvaldo. O segundo gol foi de Wellington Paulista, aos 21, encobrindo o goleiro com um toque de categoria.

CONCENTRADO no jogo único da decisão da Libertadores, em que pode ser o primeiro brasileiro com mais títulos (4), o Santos continua poupando praticamente todos os titulares para a final com o Palmeiras, dia 30, no Maracanã. O técnico Cuca pode ganhar a segunda Libertadores, sete anos depois de ter sido campeão em 2013, no único título do Atlético Mineiro. Bom dizer: foi o quarto jogo que o Santos fez com o Fortaleza, na capital cearense, sem conseguir vencer (3 empates e 1 derrota).

                                                                     VITÓRIA INÉDITA DO CEARÁ

Depois de duas derrotas e dois empates, o Ceará conseguiu a primeira vitória sobre o Goiás, em Goiânia, com os 4 x 0 da noite de ontem (21), no estádio da Serrinha. Os gols do primeiro tempo foram dos meias Lima, aos 18, e Fernando Sobral, aos 45. O Ceará manteve o domínio do jogo no segundo tempo e o atacante Vinícius completou a goleada, aos 7, convertendo pênalti do zagueiro Chico em Cleber, e aos 18 minutos.

O TIME DA PRIMEIRA vitória do Ceará em Goiânia: Richard, Samuel Xavier, Tiago, Luis Otavio e Alyson (Kelvin); Fabinho (Pedro Naressi), Fernando Sobral (Charles) e Lima; Vinícius Cleber (Felipe Vizeu) e Leo Chu (Saulo). Técnico – Guto Ferreira. Visitante com melhor aproveitamento no returno, o Ceará subiu duas posições e terminou a rodada 31 em décimo lugar, com 42 pontos, ultrapassando Bragantino (41) e Athletico Paranaense (39).

                                                                    CORINTHIANS EM OITAVO

No jogo que completou a rodada 31, na noite de ontem (21), o Corinthians venceu (3 x 0) o Sport, igualando-se em pontos (45) e vitórias (12) ao Santos, mas em vantagem no saldo de gols (4 a 3), o que lhe valeu o oitavo lugar. Gustavo fez 1 x 0 no primeiro tempo, e Mateus Vital e Jô marcaram na volta do intervalo. O Sport, com 17 derrotas em 31 jogos, é décimo sexto, igual em pontos (32) ao Vasco, primeiro do rebaixamento por ter menos uma vitória (8 a 9).

757 GOLS – Com os 35 gols da trigésima primeira rodada, concluída com os quatro jogos da noite de ontem (21), o Campeonato Brasileiro de 2020 registra 757 gols em 306 jogos, média de 2.47 gols por jogo. O Grenal de depois de amanhã (24), na Arena Beira Rio, marcará o confronto do ataque mais positivo, o do líder Internacional, com 53 gols, com a defesa menos vazada, a do Grêmio, com 25 gols em 30 jogos. O Inter é o que mais venceu (17) e o Grêmio é o que menos perdeu (3).

Foto: Luciano Claudino/Código 19/Agência O Globo