Antoine Griezmann, atacante francês de 29 anos, deixou claro hoje (3),que não será moeda de troca com o PSG para a volta de Neymar ao Barcelona, que há um ano pagou a multa rescisória de 120 milhões de euros para comprá-lo do Atlético de Madrid. Ele joga na Espanha desde 2009, quando ganhou a segunda divisão pela Real Sociedad, de San Sebastián, do País Basco, comunidade autônoma da região Norte. Griezmann disse que na França só jogaria pelo Olympique Lyon.

TENTATIVA – Com o prazo da janela de transferências da Europa prorrogado, em virtude da pandemia do coronavírus, os clubes estão agitados em busca de reforços. O Barcelona já foi mais firme na tentativa de ter a volta de Neymar, mas ele ainda não saiu do radar do clube. O PSG chegou a cogitar do meia goiano Arthur, que também já antecipou não ter interesse em sair, com a mesma ênfase usada por Griezmann. Os 222 milhões de euros, pagos por Neymar, são um fardo bem pesado que o PSG carrega.

OBJETIVO – Depois de realizar o sonho de jogar com o ídolo Messi, Griezmann disse que o primeiro título pelo Barcelona será outra grande conquista e o vê próximo, agora com o reinício de La Liga, semana que vem. O meia já marcou 14 gols em 36 jogos, após a Chuteira de Ouro, prêmio de artilheiro da Eurocopa 2016, e foi campeão do mundo em 2018 na Rússia. Griezmann é neto de alemães, pais de seu pai francês Alain, e sua mãe, Isabelle, é filha de portugueses de Lisboa. 

ORGULHO – Griezmann diz sentir orgulho de ser francês, mas também quer a cidadania espanhola, casado com Erika Choperena, psicóloga infantil com quem tem um casal de filhos, Mia e Amaro. Quando Maude, sua irmã caçula, sobreviveu ao atentado de novembro de 2015 ao teatro Bataclan, em Paris, ele estava jogando pela seleção francesa com a Alemanha, no Parque dos Príncipes, e foi a esposa Erika que mais o tranquilizou em momento tão delicado.

A VOLTA – O Campeonato Espanhol recomeça quinta (11) com Sevilha x Betis. O líder Barcelona, com 58 pontos, 2 à frente do Real Madrid, será visitante no jogo com o Mallorca, no estádio Iberostar, em Palma, belíssima cidade turistica, sábado (13). O Real Madrid, com 56 pontos e menos duas vitórias que o Barcelona (16 x 18), receberá o Eibar, no estádio Santiago Bernabeu.

Foto: Besoccer