Foto: site independent.co.uk

Pouco importa que a homenagem do jovem ala Demarai Gray, 22 anos, ao tailandês Vichai, ex-presidente do Leicester City FC, que morreu na semana passada, na queda do helicóptero, que pegou fogo, tenha sido para homenagem póstuma à sua memória. Gray recebeu cartão amarelo do árbitro John Taylor, ao levantar a camisa 7 para mostrar a que estava por baixo com os dizeres “For Khun Vichai”. Demerai Gray marcou o gol do jogo e se sentiu chocado com a falta de sensibilidade.

O ala inglês participou de dez jogos da campanha do único título de campeão do Leicester City FC, na temporada 2015-16, e jogou pela seleção inglesa sub-18 e 21. “É triste, muito triste sentir que não se pode homenagear um homem que deu muito ao clube e que tanto se dedicou ao desenvolvimento da cidade de Leicester com muitas realizações” – resumiu Gray.

Foto: Claude Puel (@naPUELeon) | Twitter

EXCEÇÃO – O técnico francês Claude Puel, 57 anos, que dirige o Leicester desde outubro de 2017, disse que “a regra rígida dos padrões ingleses poderia admitir uma exceção em um caso como esse em que o Gray, em nome da equipe, só quis fazer uma homenagem ao homem que tanto ajudou o clube e a cidade de Leicester”. Puel foi meio-campo do Mônaco e disputou 488 jogos, entre 79 e 96, pelo time do principado francês.

12 MIL KM – O Leicester venceu (1 x 0) o Cardiff, único time do País de Gales que disputa a Premier League, no Cardiff Stadium, que recebeu a lotação completa de 33 mil torcedores, que respeitaram um minuto de silêncio antes do jogo. O Leicester é décimo com 16 pontos após a quinta vitória, e o Cardiff, antepenúltimo com 11 pontos depois de perder o oitavo jogo em onze rodadas. Antes do jogo, os torcedores do Leicester cantaram: “Há apenas um Vichai”.

Na próxima semana, jogadores e o técnico do Leicester farão viagem de 12 mil km de Leicester a Bancoc, capital da Tailândia, para o funeral de sete dias do ex-presidente do clube, cujos restos mortais serão colocados em uma urna dourada. 

HOMENAGEM – A memória do ex-presidente Vichai, que morreu aos 60 anos, será perpetuada no Leicester City FC. Com a doação de 100 milhões de dólares, feita por seu filho único, Aimon, será construído moderno Centro de Treinamento com 15 campos de futebol e uma pequena arquibancada com 500 lugares. O clube também está decidindo pela troca do nome do King Power Stadium, que passaria a se chamar Vichai Stadium.