O CLÁSSICO LYON x MARSELHA, DA 14ª RODADA DO CAMPEONATO FRANCÊS, foi suspenso logo aos quatro minutos pelo árbitro Ruddy Buquet, logo depois que o ponta Dimitri Payet, de 34 anos, do visitante Olympique Marselha, foi atingido por uma garrafada no pescoço, ao se curvar para ajeitar a bola para a cobrança do escanteio. O estádio Groupama estava com a lotação máxima de 59 mil torcedores e o que jogou a garrafa foi detido poucos minutos depois.

O TÉCNICO ARGENTINO JORGE SAMPAOLI ficou ainda mais nervoso e pediu que os jogadores do Marselha voltassem ao vestiário, entre eles o meia Gerson, ex-Flamengo, em baixa no time, 5º com 23 pontos, a 14 pontos do líder PSG. Logo depois, os jogadores do Lyon, 7º com 20 pontos, entre eles Lucas Paquetá, ex-Flamengo, e Bruno Guimarães, ex-Athletico Paranaense, também foram chamados pelo técnico holandês Peter Bosz para voltar ao vestiário.

DEPOIS DE UMA HORA, o serviço de som anunciou que o jogo recomeçaria, mas só os jogadores do Lyon voltaram ao gramado para novo aquecimento, enquanto os do Olympique Marselha só saíram do vestiário, quase duas horas depois, entrando no ônibus para cumprir os 314 km da viagem de volta ao Sul francês. O Lyon não esconde a apreensão de uma punição dura da Federação Francesa de Futebol.

REAL MADRID LÍDER – Com o tropeço em casa da Real Sociedad, que ficou no 0 x 0 com o Valencia, o Real Madrid é o novo líder do Campeonato Espanhol, ao golear fora de casa o Granada por 4 x 1. Marco Asensio, Nacho, Vinicius Junior e Mendy marcaram os gols. Benzema passou em branco, mas segue artilheiro com 10 gols e líder das assistências com 7. Terça (23), o Real Madrid, líder do Grupo D da Liga dos Campeões, vai à Moldávia jogar com o Sheriff.

TROCA DE TÉCNICO – Depois de três temporadas, o norueguês Solskjaer foi demitido do Manchester United, após a goleada de 4 x 1 do Watford, com um gol do brasileiro João Pedro, ex-Fluminense. O francês Zidane, único técnico três vezes consecutivas vencedor da Champions, dirigindo o artilheiro Cristiano Ronaldo, é o mais cotado, entre outros três nomes: Eric ten Hag, do Ajax; Brendan Rodgers, do Leicester, e Ruben Amorim, do Sporting, campeão português.

Foto: Reprodução