Foto: site oficial do Goiás

De volta à Série A do Brasileirão em 2019, o Goiás apresenta nesta primeira segunda-feira (3) de dezembro o técnico Maurício Barbieri, que estreará no jogo com o Goiânia, dia 20 de janeiro, na abertura do campeonato estadual. Segundo os dirigentes, o treinador foi escolhido por ser jovem, estudioso, conhecer bem técnica e tática, além de ter liderança de grupo. Barbieri foi contratado após o técnico Ney Franco, que classificou o time, pedir para sair.

Maurício Barbieri dirigiu o Flamengo durante seis meses, entre abril e setembro, em 39 jogos: 19 vitórias, 12 empates, 8 derrotas e manteve o time na liderança das doze rodadas iniciais do Brasileirão 2018. Barbiere tem 37 anos, nasceu na capital de São Paulo e iniciou como técnico em 2004, nas divisões de base do Audax. 

CAMPANHA – O Goiás retorna à Série A após três anos, depois de ficar em quarto lugar na Série B de 2018, com 60 pontos – 18 vitórias, 12 empates, 10 derrotas – e saldo de 4 gols, com 54 marcados. Embora 11 pontos atrás do campeão Fortaleza, do técnico Rogério Ceni, o Goiás terminou só a 2 pontos do vice-campeão CSA (62), do técnico carioca Marcelo Cabo, e a 1 ponto do Avaí (61), terceiro colocado, dirigido pelo paulista Geninho, que renovou o contrato.

28 TÍTULOS – O Goiás teve também o vice-artilheiro da Série B 2018, Lucão, 27 anos, com 16 gols, só um gol a menos que o veterano Dagoberto, 35 anos, ex-São Paulo, Cruzeiro, Vasco, Atlético Paranaense, que jogou este ano pelo Londrina. O Goiás é o maior campeão do estado com 28 títulos e o único time goiano que já participou da Libertadores e foi finalista da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana.