O Goiás voltou a vencer depois de sete jogos e sua primeira virada (2 x 1) foi a décima quinta do Brasileirão 2019, na tarde deste domingo (25), sobre o Internacional, que sofreu a sexta derrota como visitante, mas manteve o sétimo lugar com 24 pontos. O Goiás subiu duas posições e terminou a rodada em décimo primeiro com 21 pontos.

VANTAGEM – O Internacional saiu para o intervalo com 1 x 0, gol do atacante Guilherme Parede aos 12 minutos, com assistência de Wellington Silva, que aproveitou a saída errada do meia Michael. Outra vantagem para o time gaúcho foi a expulsão do volante Leo, do Goiás, aos 17, ao agredir o apoiador Rithely em jogada dividida, como mostrou o VAR.

A VIRADA – No segundo tempo, o Internacional foi envolvido e o Goiás, mesmo com menos um, criou mais chances. Empatou aos 26 com o gol do meia Michael, após driblar dois marcadores, e virou nos acréscimos, aos 51, com o belo gol de falta no ângulo em cobrança primorosa do zagueiro Rafael Vaz, que vinha sendo dos mais vaiados pela torcida.

GOIÁS – Tadeu, Yago Rocha (Geovane), Fabio Sanches, Rafael Vaz e Jeferson; Leo Sena, Michael, Yago Felipe e Marcelo Hermes; Kayke (Renatinho) e Rafael Moura (Leandro Barcia). Técnico – Ney Franco. Foi a quinta vitória em jogos em casa. Nas três últimas rodadas do turno, o Goiás joga fora com Fortaleza e Grêmio, e em Goiânia com o Palmeiras.

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba, Zeca, Klaus, Emerson Santos e Natanael (Erik); Rithely (Sarrafiore), Nonato e Bruno Silva; Nico Lopez, Guilherme Parede e Wellington Silva (Pedro Lucas). Técnico – Odair Hellmann. Sexta derrota como visitante do Internacional, que nas três últimas rodadas do turno jogará com Botafogo e São Paulo, em Porto Alegre, e com o Atlético Mineiro.

EXPULSÃO – O árbitro Marielson Alves Silva, da Federação Baiana e do quadro da CBF, agiu certo na expulsão de Leo Sena, e aplicou bem os cartões amarelos em Klaus e Guilherme Parede, do Internacional. R$135.500,00. 7.086 pagantes no estádio Serra Dourada, o que confirma o pouco interesse dos torcedores pela campanha do Goiás.

Foto: Metrópoles