O Goiás manteve o nono lugar e a chama da Libertadores 2020 acesa, ao vencer (2 x 1) o Internacional, na noite de ontem (27), na Arena Beira Rio, em Porto Alegre. Em sua terceira vitória no returno, o Goiás, com 49 pontos, conseguiu equilibrar vitória e derrota (14), e sete empates, mas ainda está com saldo devedor de 14 gols: marcou 41, sofreu 55.

RETURNO RUIM – Depois de ficar o turno invicto, com 8 vitórias e 2 empates, enquanto dirigido pelo técnico Odair Hellmann, o vice-campeão gaúcho faz campanha ruim no returno, e terminou a rodada com 51 pontos, perdendo o sétimo lugar para o Corinthians (53) que venceu o lanterna e já rebaixado Avaí. 

DEDO DO TÉCNICO – Ney Franco motivou o Goiás, abalado depois de sofrer dois 6 x 1 do Flamengo e do Santos em três semanas, e o time agora tenta vaga na Libertadores. O Goiás já saiu para o intervalo com 1 x 0, gol de Rafael Moura aos 15, um minuto depois de levar uma bola no travessão, em chute do zagueiro argentino Victor Cuesta.GOL 50 DE GUERRERO – O Goiás fez 2 x 0 aos 27, com Michael tocando na saída do  goleiro, após passar por dois marcadores em alta velocidade. O gol do Inter, aos 33, foi de Paolo Guerrero, de cabeça, após escanteio de Edenilson.

GUERRERO chegou aos 19 gols em 38 jogos pelo Internacional, desde 2018, após marcar 43 gols em 115 jogos pelo Flamengo, de 2015 a 2018. Foi seu gol 50 no Campeonato Brasileiro. Com contrato com o Inter até 2021, Guerrero entrou no radar do Boca Juniors, que deve dispensar o atacante Lucas Pratto. Outro que pode sair do Inter é o meia uruguaio Nico Lopez, nos planos do Tigres, de Nuevo Leon, México.

MUITAS VAIAS – Marcelo Lomba, Heitor (Pedro Lucas, 34 do segundo tempo), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Edenilson, Bruno Silva (Nonato, intervalo), Nico Lopez e D’Alessandro; Patrick (Sarrafiore, 12 do segundo tempo) e Paolo Guerrero. O técnico carioca Zé Ricardo resumiu: “O time tem confundido pressa com afobação”.

GOIÁS – Tadeu, Yago Rocha, Fabio Sanches, Rafael Vaz e Alan Ruschell; Gilberto, Leo Sena e Yago Felipe (Thalles, intervalo); Michael (Dudu, 34 do segundo tempo), Rafael Moura (Kaio, 39 do segundo tempo) e Leandro Barcia. O técnico mineiro Ney Franco voltou a destacar a aplicação dos jogadores: “Todos têm demonstrado muito comprometimento”.

CINCO CARTÕES – O árbitro Caio Augusto Vieira, da Federação do Rio Grande do Norte, teve boa atuação. Aplicou cartões amarelos com acerto em Sarrafioree D’Alessandro, suspenso do próximo jogo com o Botafogo, e em Alan RuschelLeo Sena e Michael, do Goiás. R$465.110,00. 18.791 pagantes, em noite de vaias e protestos na Arena Beira Rio.

Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter