O Goiás terminou a fase pré-Copa América do Brasileirão em sexto lugar com 15 pontos, ao vencer (2 x 1) o Atlético Paranaense, que ainda não ganhou como visitante em 2019, no complemento da nona rodada, na noite desta quinta (13), no estádio Serra Dourada, em Goiânia. Com o jogo a menos com o Corinthians, a ser remarcado, o Goiás está igual em vitórias (5) e derrotas (3) ao Botafogo, mas com vantagem no saldo de gols (3 a 1). São os únicos times que ainda não empataram no Brasileirão 2019.

QUARTA EM CASA – Depois de 2 x 1 no Ceará, 1 x 0 no Botafogo e 3 x 1 na Chapecoense, o Goiás chegou à quinta vitória em oito jogos – quarta como mandante – e sua única vitória como visitante foi sobre o Fluminense (1 x 0, no Maracanã, na primeira rodada). O Goiás liquidou o Atlético Paranaense ainda no primeiro tempo, com os gols de Kayke, de fora da área, logo aos cinco minutos, e do uruguaio Leandro Barcia, aos 33. O zagueiro Rafael Vaz, ex-Flamengo e Vasco, fez contra o gol do Furacão nos acréscimos do segundo tempo, ao desviar cruzamento de Rony, aos 48 minutos.

GOIÁS – Tadeu, Daniel Guedes, Yago, Rafael Vaz e Jeferson; Geovane, Yago Felipe (Gilberto) e Giovanni Augusto (Marlone); Michael (Renatinho), Kayke e Leandro Barcia. Técnico – Claudinei Oliveira. Após a Copa América, o Goiás jogará dia 14 de julho, no Maracanã, com o Flamengo e depois em Florianópolis com o lanterna Avaí e terminará o mês, em Goiânia, jogando com o Atlético Mineiro. 

ATLÉTICO – Santos, Madson (Jonathan), Paulo André, Leo Pereira e Abner; Wellington (Nikão), Lucho Gonzalez (Marcelo Cirino) e Bruno Guimarães; Bruno Nazário, Marco Ruben e Rony. Técnico – Tiago Nunes. O campeão paranaense terminou a nona rodada em décimo segundo com 10 pontos – 3 vitórias, 1 empate, 5 derrotas, 13 gols a favor e 12 contra -, após a quarta derrota como visitante. Após a Copa América, o Atlético jogará em Curitiba com o Internacional, e como visitante com o CSA e o Cruzeiro.

QUATRO CARTÕES – Goiás 2 x 1 Atlético Paranaense teve bom índice disciplinar e o árbitro Rodrigo Miranda, da Federação do Rio de Janeiro, com boa atuação, advertiu com cartão amarelo Jeferson, do Goiás, e Rony, Bruno Guimarães e Wellington. R$170.290,00. 8.937 pagantes no Serra Dourada. Não poderia ser melhor o início do Goiás em sua volta à Série A.

Foto: Carlos Costa/Futura Press/Folhapress