Yahoo Esportes

O primeiro gol de Douglas Costa na atual temporada, manteve a Juventus na liderança isolada do Campeonato Italiano 2018-19, com os 3 x 0 da noite desta segunda (21) sobre o lanterna Chievo, na Arena Juventus, em Turim. O atacante da seleção brasileira saiu da ponta para o meio e finalizou forte de canhota, em chute rasteiro no canto esquerdo, aos 13 minutos, sem defesa para o goleiro italiano Stefano Sorrentino, 39 anos, 1,87m. Douglas Costa só conseguiu o primeiro gol depois de 15 jogos, cinco como titular. O outro gol da líder Juventus no primeiro tempo, aos 44 minutos, foi também o primeiro do apoiador Emre Cam, 25 anos, alemão de origem turca, que era do Liverpool e assinou contrato até 2022.

PÊNALTI PERDIDO – Bem que Cristiano Ronaldo tentou e não foram poucas as vezes, mas não era sua noite de fazer gol, nem mesmo de pênalti. Logo no início do segundo tempo, o zagueiro italiano Mattia Bani desviou com o braço um chute de Douglas Costa e o árbitro Marco Piccinini marcou o pênalti. Cristiano Ronaldo bateu forte e colocado no canto esquerdo, mas o goleiro Stefano Sorrentino saltou e defendeu. O atacante perdeu a chance de se isolar na artilharia, que divide, com 14 gols, com o colombiano Duvan Zapata, da Atalanta de Bergamo, emprestado pela Sampdoria de Genova, e o italiano Fabio Quagliarella, da Sampdoria.

NOVE PONTOS – O terceiro gol, aos 38 do segundo tempo, foi do zagueiro italiano Antonio Rugani, 24 anos, 1,90m, completando de cabeça o lançamento do meia Bernardeschi. A Juventus manteve 9 pontos de vantagem sobre o vice-lider Napoli, 16 sobre a Inter de Milão, em terceiro com 40, e 22 pontos sobre o Milan, que no outro jogo desta segunda (21) ganhou (2 x 0) fora de casa do Genoa. Único time invicto, a Juventus soma 56 pontos em 19 rodadas, com 17 vitórias, 2 empates, melhor ataque (41) e defesa menos vazada (11). O próximo jogo será domingo (27) com a Lazio, no Estádio Olímpico de Roma.

OS LÍDERES INVICTOS – Mattia Perin, De Sciglio, Rugani, Chiellini e Alex Sandro (Moise Kean, 43 do segundo tempo); Emre Cam, Matuidi, Bernardeschi (Spinazzola, 40 do segundo tempo) e Douglas Costa (Betancur, 29 do segundo tempo); Paulo Dybala e Cristiano Ronaldo. Técnico – Massimiliano Allegri, 51 anos, ex-meio-campo, nascido na cidade portuária de Livorno, na costa da Toscana, belíssima, como todas as maravilhosas cidades italianas.

PAQUETÁ CARIMBOU A TRAVE NA VITÓRIA DO MILAN

Onefootball

Em seu terceiro jogo como titular, Lucas Paquetá ainda não conseguiu o primeiro gol, mas chegou perto. Aos 44 do primeiro tempo, quando o Milan já havia decidido o jogo com 2 x 0 sobre o Genoa, Paquetá deu um chute forte de canhota, de fora da área, e a bola explodiu na trave esquerda do jovem goleiro romeno Andrei Radu, 21 anos, 1,88m, emprestado pela Inter de Milão. A segunda chance de Paquetá, aos 20 do segundo tempo, foi em cabeçada, que o goleiro defendeu com firmeza. O jogo da tarde desta segunda (21) foi no estádio Luigi Ferraris, em Genova.

PRIMEIRO AMARELO – Lucas Paquetá foi advertido pela primeira vez com cartão amarelo em seu terceiro jogo pelo Milan, pelo árbitro Daniele Orsato, ao fazer falta no lateral-direito português Pedro Pereira, emprestado pelo Benfica ao Genoa, que tentava sair bem rápido em contra-ataque, aos 12 minutos do segundo tempo, e foi travado pelo ex-rubro-negro. No final, o meia paulista Daniel Bessa, 26 anos, emprestado pelo Verona, trocou de camisa com Paquetá (hoje o Milan jogou de branco). Bessa formou-se na base do Coritiba.

OS GOLS – O Milan decidiu o jogo em onze minutos. O primeiro gol, aos 26, foi do atacante italiano Fabio Borini, 27 anos, com assistência do lateral-direito Andrea Conti. O espanhol Suso, atacante de 25 anos, marcou o segundo gol aos 37, com grande assistência do jovem atacante italiano Patrick Cutrone, que no último dia 3 completou 21 anos e é tido como de grande futuro. O Milan saiu aplaudido do estádio Luigi Ferraris, em Genova, cidade portuária que rivaliza com a francesa Marselha na disputa pelo melhor porto do Mar Mediterrâneo.

SUSPENSÃO – O técnico Genaro Gattuso, que fez 41 anos no último dia 9, continua cumprindo suspensão por ofender o árbitro, com palavras grosseiras, na derrota (1 x 0) para a Juventus, pela Supercopa da Itália. O time está sendo dirigido na área técnica por seu assistente Luigi Riccio, 42 anos, que formou o meio-campo do Glasgow Rangers, campeão da Escócia em 98-99, com Gattuso, o inglês Paul Gascoine e o dinamarquês Brian Laudrup. Gatusso e Riccio trabalham juntos desde 2013 no Palermo.

O MILAN é apenas o quarto colocado, 22 pontos atrás da líder Juventus (56 a 34), mas depois que Paquetá entrou, o time ganhou dois jogos no campeonato e só perdeu a final da Supercopa da Itália para a Juventus, na semana passada, na Arábia Saudita. O próximo jogo será sábado (26), no estádio de San Siro, em Milão, com o Napoli, vice-lider com 47 pontos. O Napoli é dirigido pelo técnico italiano Carlo Ancelotti, 59 anos, e tem seis vitórias a mais que o Milan (14 a 8).