Brahim Diaz carregado pelo português Rafael Leão

O GOL DO MEIA BRAHIM DIAZ, em arrancada do próprio campo e passando por três marcadores, antes do chute forte que o goleiro polonês Szczesny não conseguiu deter, levou à loucura os 75 mil torcedores do Milan, na vitória sobre a Juventus por 2 x 0, neste sábado (8 ), em San Siro, pela 9ª rodada do Campeonato Italiano.

A JOGADA E O GOL de Brahim Diaz, de 23 anos, espanhol de Malaga, emprestado ao Milan pelo Real Madrid, foram considerados como uma tela de Mona Lisa, a obra-prima do notável pintor e escultor italiano Leonardo da Vinci – 1452 – 1519 -, um dos gênios da história, também na medicina, engenharia, arquitetura e fisica.

BRAHIM DIAZ saiu aplaudido de pé, ao ser substituído quase no final pelo meia-atacante belga Charles De Ketelaere, de 21 anos, e ganhou um abraço afetuoso do técnico Stefano Pioli. Com a 6ª vitória e saldo de 9 gols (18 a 9), o Milan igualou os 20 pontos do líder Napoli e da vice-líder Atalanta, únicos invictos.

O MILAN já saiu para o intervalo em vantagem, com o gol do zagueiro canadense Fikayo Tomori, de 24 anos, naturalizado inglês. O Milan impôs a segunda derrota à Juventus, que caiu para o 8º lugar, deixando o técnico Massimiliano Allegri em situação desconfortável. 

O NAPOLI deve manter a liderança como favorito do jogo deste domingo (9), em seu estádio Diego Maradona, no Sul italiano, com a Cremonese, em penúltimo e ainda sem vitória. A vice-líder Atalanta terá jogo complicado ao visitar a Udinese, em 4º lugar, no estádio Friuli.

Foto: Jonathan Moscrop/Getty Images