COM A GOLEADA DE 5 x 0 no Cerro Porteño, do Paraguai, na noite desta 4ª feira (6), no Allianz Parque, em São Paulo, o Palmeiras não só confirmou a classificação para as quartas de final com o Atlético Mineiro, mas também bateu o recorde de nove vitórias consecutivas na Copa Libertadores, superando as oito do Cruzeiro quando foi campeão pela primeira vez em 1976.

A SÉRIE DE NOVE VITÓRIAS CONSECUTIVAS do Palmeiras, com 2 x 1 no Flamengo, na final de 2021 no Uruguai, teve sequência em 2022, com seis vitórias na fase de grupos – duas sobre o Tachira, da Venezuela; duas sobre o Emelec, do Equador; duas sobre o Independiente Petrolero, da Bolívia – e duas sobre o Cerro Porteño, nas oitavas de final, por 3 x 0 no Paraguai e por 5 x 0, na noite de hoje (6), em São Paulo.

O CRUZEIRO CONSEGUIU O RECORDE de oito vitórias consecutivas, dirigido pelo técnico Zezé Moreira, e tendo os campeões mundiais Jairzinho e Wilson Piazza como referências, ao se tornar o primeiro mineiro campeão da Libertadores e vice-campeão mundial de clubes em 1976. Na noite de hoje, 4ª feira, 6 de julho de 2022, 46 anos depois, o Palmeiras estabeleceu o novo recorde com nove vitórias consecutivas.

ÚNICO BRASILEIRO CAMPEÃO DA LIBERTADORES na década de 1970 e primeiro brasileiro a ganhar a Libertadores, 13 anos depois do Santos, do rei Pelé, em 62-63, o Palmeiras poderá estabelecer em 2022 um novo recorde, o de primeiro brasileiro a ganhar a Libertadores três vezes consecutivas. O São Paulo, com Telê Santana, foi bicampeão em 92-93, e o 3º título em 2005, e o Santos ganhou o 3º em 2011.

GOL DE BICICLETA DO MAIOR ARTILHEIRO

MESMO POUPANDO ALGUNS TITULARES, a vitória do Palmeiras foi tranquila na noite desta 4ª (6), no Allianz Parque. O zagueiro paraguaio Gustavo Gomez fez o gol do 1º tempo aos 37, mas o árbitro argentino Patrício Loustau registrou na súmula gol contra do zagueiro Braian Samúdio por um leve desvio. Na volta do intervalo, Rony fez 2 x 0 aos 28 e deu assistência de calcanhar para Breno Lopes marcar o 3º aos 30.

O 4º GOL FOI DE GUSTAVO GOMEZ, aos 33, após escanteio de Wesley, e Rony fechou a goleada, de bicicleta, aos 38, subindo no momento certo para concluir o cruzamento de Breno Lopes. Aplaudido de pé e com o nome gritado em coro pelos mais de 40 mil torcedores, Rony comemorou emocionado o 18º gol na Libertadores. Ele é o artilheiro do Palmeiras no maior torneio de clubes da América do Sul.

O TIME DO RECORDE DE 9 VITÓRIAS consecutivas na Libertadores: Weverton, Mayke, Luan, Gustavo Gomez e Piquerez; Danilo (Kuscevic), Gabriel Menino (Zé Rafael) e Raphael Veiga (Atuesta); Wesley, Dudu (Breno Lopes) e Rafael Navarro, que sentiu a coxa e foi substituído por Rony aos 33 do 1º tempo. Técnico – Abel Ferreira. R$2.986.884,55.  37.431 pagantes.

O PALMEIRAS DECIDIRÁ A VAGA COM O ATLÉTICO MINEIRO para as semifinais, em agosto. O primeiro jogo deverá ser dia 3, no Mineirão, e o segundo, dia 10, no Allianz Parque. Pela melhor campanha na fase de grupos de toda a história da Libertadores, com 6 vitórias e 25 gols, o Palmeiras tem o direito de jogar como mandante até à fase semifinal. A decisão será em jogo único, dia 29 de outubro, no Equador.

foto: NELSON ALMEIDA / AFP