Escolha uma Página

Pinterest

Marcada por muita emoção a sessão de encerramento das festividades em comemoração aos 115 anos do Sport Lisboa e Benfica, um dos clubes mais valiosos da Europa, na noite de ontem (21), na sede da freguesia de São Domingos de Benfica, em Lisboa. O presidente Luis Filipe Vieira, que em junho completará 70 anos, empresário bem-sucedido, entregou ao atacante Jonas – maior artilheiro brasileiro da história do clube – uma placa de prata.

JONAS Gonçalves Oliveira, paulista de Itauva, fará 35 anos no dia 1 de abril e está no Benfica desde 12 de setembro de 2014. É o quarto estrangeiro que mais gols marcou com a camisa do Benfica. Durante sua fala de agradecimento, foi interrompido várias vezes por aplausos dos sócios, principalmente quando disse: “Há quatro anos e meio eu estava no Valencia, desacreditado, sem perspectiva alguma. O Benfica abriu as portas e me estendeu a mão. Isso tocou muito fundo no meu coração”.

OS BENFIQUISTAS também aplaudiram Jonas de pé, quando ele destacou que só faltam oito jogos para terminar o Campeonato Português 2018-2019:“Temos que colocar o coração na ponta da chuteira para recuperar o título, que não pode escapar. Nem que seja a última coisa da minha vida, quero voltar a ser campeão com o Benfica“. Jonas finalizou dizendo: “Guardarei para sempre no coração e na lembrança, o maior sentimento que tenho por esse clube: a gratidão”.

FUTEBOLISTA DO ANO – A homenagem desta noite a Jonas foi iniciativa dos torcedores do Benfica, que o escolheram, através de votação no site do clube,Futebolista do AnoJonas é o vice-artilheiro do time na temporada, com 14 gols em 22 jogos. Usando óculos de grau, notou-se ter feito o que pôde para evitar as lágrimas. Com a voz meio embargada, viu-se obrigado a interromper a fala, algumas vezes, fosse pela emoção ou pelos aplausos. 

173 JOGOS, 136 GOLS – Jonas é o autor do segundo gol mais rápido, aos 10 segundos e 96 centésimos, da Liga dos Campeões da Europa. Com a camisa do Benfica, desde 2014, marcou 136 gols em 173 jogos. É o décimo maior artilheiro da história do Grêmio, como artilheiro (23 gols) do Campeonato Brasileiro de 2010, antes de se transferir para a Europa. Tricampeão e duas vezes artilheiro do Campeonato Português: 2015-16, com 32 gols, e 2017-18, com 34 gols.

IMAGEM DE EUSÉBIO – Jogador-símbolo imortal da história de 115 anos do clube, Eusébio – único português artilheiro de uma Copa do Mundo, com 9 gols em 1966, quando Portugal ficou com o terceiro lugar, sua melhor colocação –, é um passado sempre presente no coração da torcida benfiquista. A estátua dele, em tamanho natural na entrada do estádio da Luz, é reverenciada. De 1960 a 1975, marcou 638 gols em 614 jogos. Nasceu em 1942, morreu em 2014. Eusébio foi citado pelo presidente Luis Filipe Vieira, em certo trecho da homenagem a Jonas.