DEPOIS DE DISCUTIR de forma bem áspera com o técnico Rigobert Song, o goleiro Andrés Onana abandonou a seleção de Camarões, antes do empate em 3 x 3 com a Sérvia, no primeiro dos quatro jogos desta 2ª feira (28), pela penúltima rodada da fase de grupos da Copa do Mundo. 

O GOLEIRO DISCORDOU do esquema excessivamente defensivo montado e não questionou e discutiu apenas com o treinador, mas com toda a comissão técnica, um dia depois da derrota para a Suíça na estreia por 1 x 0: “Jogando só para se defender, Camarões não vai conseguir ganhar” – disse Andrés Onana.

O GOLEIRO COMENTOU também que o técnico queria que usasse menos os pés: “O futebol atual exige que o goleiro use tanto os pés quanto as mãos. Não poderia concordar que ele me impedisse de usar os pés, se treino para sair jogando e posso até fazer lançamento longo para os meus companheiros de frente” – disse Onana.

ANDRÉS ONANA, de 26 anos, 1,90m, destro, iniciou na Academia Eto’o desde os 10 anos, e aos 14, levado para a formação de base no Barcelona pelo próprio Samuel Eto’o, atacante que brilhou no clube com 129 gols em 199 jogos, três vezes campeão espanhol e da Liga dos Campeões 2005-06 e 2008-09.

CONCLUÍDA A FORMAÇÃO, Onana foi para o Ajax e se destacou no maior campeão da Holanda, que defendeu de 2015 a 2022, antes de se transferir para a Inter de Milão. No entanto, em fevereiro de 2021, foi suspenso por um ano pela União Europeia de Futebol, após testar positivo para Furosemida, substância proibida.

ANDRÉS ONANA disse que o problema de racismo no futebol não é novo: “Sempre fui visto com indiferença por ser negro. Ninguém admite falha do goleiro negro, que precisa treinar mais que o goleiro branco para eliminar suspeita”. 

NO EMPATE EM 3 x 3 desta 2ª feira (28), com a Sérvia, no estádio Al Janoub, Andrés Inana foi substituído por Devis Epassy, do Abha FC da Arábia Saudita. Samuel Eto’o, presidente da Federação Camaronesa de Futebol, ainda não se pronunciou. Andrés Onana disse que vai voltar a Milão para reiniciar os treinos. O Italiano recomeça em 4 de janeiro, e a Inter, em 5º com 30 pontos, jogará com o líder Napoli, com 41, único invicto.

Foto: Portal G7 eTrue News