Escolha uma Página

MÉXICO E POLÔNIA ficaram no 0 x 0, apesar do ritmo intenso do bom jogo que disputaram na noite desta 3ª feira (22), no terceiro dia da 22ª Copa do Mundo, no Estádio 974, que recebeu a lotação máxima de 44.089 espectadores, e ganhou esse nome pelo número de contêineres usados para a sua construção.

HOUVE POUCAS chances de gol. A melhor e mais clara, aos 8 minutos do 2º tempo, não foi aproveitada por Lewandowski. Ele sofreu o pênalti do zagueiro Hector Moreno, de 34 anos, do Club Monterrey, mas bateu ao alcance do goleiro Guillermo Ochoa, que simulou cair para o canto direito e fez a defesa do lado oposto.

LEWANDOWSKI, em sua segunda Copa, fez o quarto jogo, sem o brilho de antes no Bayern Munique, oito vezes campeão e artilheiro da Bundesliga. Capitão, com mais jogos (136) e gols (77), o atacante de 34 anos, prêmio de melhor do mundo da Fifa, está distante de repetir na seleção o sucesso dos clubes, agora no Barcelona.

MÉXICO E POLÔNIA, que poderiam estar dividindo o 1º lugar, depois do 0 x 0 só estão repartindo a vice-liderança do Grupo C, liderado pela Arábia Saudita e com a Argentina em último, sob forte ameaça de sair da Copa, se perder sábado (26) para o México. O jogo com os mexicanos será muito tenso para os argentinos.

O GOLEIRO OCHA, em sua 5ª Copa, embora reserva nas duas primeiras, tapatío como todos os nascidos em Guadalajara, tem 37 anos e voltou ao Club América, já com 413 jogos. Na Copa de 2014, Ochoa foi o nome do jogo, no 0 x 0 com o Brasil, na Arena Castelão, em Fortaleza. 

+ CROÁCIA, vice-campeã em 2018, perdendo a decisão para a França por 4 x 2, estreia nesta 4ª feira (23), no Estádio Al Bayt com o Marrocos. É a última Copa do meia Luka Modric, melhor da Copa de 2018, quebrando a hegemonia que durou 10 anos de Messi e Cristiano Ronaldo.

+ ALEMANHA, decepcionante em 2018, tenta recuperar o brilho da campanha de 2014, em que ganhou a quarta estrela ao vencer a Argentina por 1 x 0, na prorrogação da final no Maracanã. Os alemães são favoritos do jogo desta 4ª (23), com o Japão, no Estádio Internacional Khalifa.

+ ESPANHA, bem renovada pelo técnico Luis Enrique Martinez, que está lançando Pedri e Gavi, revelações do Barcelona, é favorita na estreia com a Costa Rica, nesta 4ª feira (23), no Estádio Al Thumama. Os costa-riquenhos também estão com uma seleção de novatos, esperando render mais que os antigos.

+ BÉLGICA, que eliminou o Brasil nas quartas de final e venceu a Inglaterra na decisão do 3º lugar de 2018, estreia nesta 4ª (23) com o Canadá. Os belgas mantiveram os mais importantes da base – De Bruyne, Courtois, Witsel e Lukaku -, e os canadenses estão voltando à Copa depois de nove edições, ou seja, 36 anos.

Fotos: JC Online / Divulgação