Depois de dois empates e três derrotas, o Grêmio ganhou a primeira, e com 1 x 0 no Atlético Mineiro saiu do rebaixamento, saltando do penúltimo para o décimo sexto com cinco pontos, mas ainda com saldo devedor de dois gols (8 a 10). O gol do jogo da noite deste último sábado (25) de maio, na Arena Grêmio, foi de Felipe Vizeu, no primeiro minuto do segundo tempo, quando substituiu André, que chutou um pênalti para fora no minuto final do primeiro tempo. R$444.432,00. 13.714 pagantes.

BEM MERECIDA – A primeira vitória do Grêmio no Brasileirão 2019 foi bem merecida porque o time dominou amplamente o Atlético Mineiro e poderia ter saído com resultado mais amplo, mas parou em grandes defesas do goleiro Victor. A maior chance do primeiro tempo foi no último lance, depois do toque do apoiador Zé Welison. Na revisão do VAR, o árbitro confirmou o pênalti, que André chutou fora. 

MAIS DE TRÊS MESES – Demorou, mas Felipe Vizeu voltou a fazer gol, o primeiro que marcou no Brasileirão 2019, mais de três meses depois do que fez nos 6 x 0 sobre o Avenida no Campeonato Gaúcho. Ainda no Flamengo, ele só fez 20 gols em 75 jogos, de 2016 a 2018, quando foi vendido para a Udinese. No time italiano, em cinco jogos, 0 gol. Está no Grêmio por empréstimo até dezembro de 2019. Vizeu, de 22 anos, é de Três Rios, 125 km ao norte da capital do Rio de Janeiro, e começou no América Mineiro.

GRÊMIO – Paulo Victor, Leonardo, Geromel, Rodrigues e Juninho Capixaba; Michel, Maicon e Jean Pyerre (Thaciano); Everton, Alisson (Tardelli) e André (Felipe Vizeu). O Grêmio havia perdido em casa para o Santos (2 x 1) e para o Fluminense (5 x 4).  O campeão gaúcho será visitante no próximo jogo com o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador. O jogo seguinte com o Fortaleza, dia 8 de junho, passou da Arena Grêmio para o estádio Centenário, em Caxias do Sul.

ATLÉTICO – Victor, Patric, Leonardo Silva, Igor Rabello e Fabio Santos; Zé Welison (Nathan), Jair, Cazares (Geuvanio) e Luan (Bruninho); Ricardo Oliveira e Chará. Foi a primeira derrota como visitante, depois de ganhar duas vezes (2 x 1) do Vasco e do Ceará. Na próxima rodada, o Atlético Mineiro jogará no estádio Independência, em Belo Horizonte, com o CSA.

CINCO CARTÕES – O árbitro Rafael Traci, da Federação Catarinense, teve atuação segura e consciente ao pedir para revisar o lance do pênalti, que confirmou com a ajuda do VAR. Conduziu bem o jogo na parte disciplinar e mostrou cinco cartões amarelos. O do Grêmio foi do meia Maicon. Os outros quatro para os atleticanos Patric, Geuvanio, Luan e Zé Welison, que usou a mão para cometer o pênalti.