Grêmio e Internacional confirmaram o favoritismo nas semifinais, eliminando São Luis e Caxias, e voltam a decidir o título gaúcho depois de quatro anos. O primeiro jogo será no próximo domingo (14), na Arena Beira Rio, e o segundo, quinta (17), na Arena Grêmio. O Inter é o recordista com 45 títulos (18 invictos, o último em 2009) e único campeão oito vezes consecutivas, de 69 a 76. O Grêmio foi campeão 37 vezes. No total de 418 jogos, 156 vitórias do Inter, 131 do Grêmio e 131 empates, desde 1909.

OITAVO DO MUNDO – Depois de longa pesquisa nas principais capitais do mundo, a revista inglesa FourFourTwo divulgou em abril de 2016 que o Grenal é o maior clássico do futebol brasileiro e o oitavo maior do mundo. A expressão Grenal não foi copiada do Fla-Flu, que o jornalista Mario Filho lançou em 1930. Quatro anos antes, dizendo-se cansado de escrever os nomes dos times por extenso, o jornalista Ivo Martins, torcedor do Grêmio, decidiu abreviar para Grenal, em 1926.

EM TORNO DE TUDO – O clássico que Grêmio e Internacional vão repetir na decisão do título de 2019, atrai números em torno de tudo que faz parte da rivalidade, sem limite, aqui resumida com três citações: 1 – Na final do campeonato de 1948, oito anos após a implantação do profissionalismo no futebol gaúcho, o Internacional estabeleceu a maior goleada: 7 x 0. 2 – No Grenal do gol 1000, em 10/7/2004, o autor foi o atacante Fernandão, nos 2 x 0 do Internacional. 3 – No Grenal dos 100 anos, em 17/7/2009, Grêmio 2 x 1, com o gol da vitória marcado pelo argentino Maxi Lopez, hoje no Vasco.

EM BUSCA DO BI – Depois de ficar fora das finais de 2016 e 2017, em que o Internacional foi bicampeão vencendo Juventude e Novo Hamburgo, o Grêmio agora tenta o bi sobre o arquirrival, após ganhar a decisão de 2018 com o Brasil de Pelotas. O Grêmio se garantiu nas finais de 2019, ao fazer 3 x 0 – gols de Alisson, André e Everton -, na tarde deste domingo (7) sobre o EC São Luis. Na véspera, o Inter havia confirmado a vaga ao vencer (2 x 0) o Caxias, na estreia de Guerrero, que fez o primeiro gol.

Foto: Futebol Brasil