O Grêmio entrou no G-4 do Brasileirão 2019, ao vencer (2 x 1) o CSA, nos acréscimos, com o gol contra de cabeça do zagueiro Ronaldo Alves, aos 48 do segundo tempo, três minutos após o time alagoano empatar em cobrança de falta do lateral Rafinha. O Grêmio havia saído em vantagem para o intervalo, com o gol de Tardelli, aos oito minutos.

O PROFETA – Bem de acordo com seu estilo irreverente, o técnico Renato Portaluppi havia dito, quando o Grêmio estava abaixo do meio da tabela, por jogar simultaneamente outras competições, que o time se recuperaria e teria a vaga certa para voltar à Libertadores em 2020. O campeão gaúcho não fez grande exibição, mas teve méritos na décima quinta vitória.

GRÊMIO – Paulo Victor, Leo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Romulo, 34 do segundo tempo), Mateus Henrique e Tardelli (Patrick, 39 do segundo tempo); Alisson (Pepê, 23 do segundo tempo), Luciano e Everton, autor das assistências para os gols. Quarto com 53 pontos, o Grêmio tem o segundo ataque mais positivo (54) e o próximo jogo é com a Chapecoense, domingo (10), na Arena Condá, em Chapecó.

CSA – João Carlos, Celsinho, Alan Costa, Ronaldo Alves e Euller (Ricardo Bueno, 32 do segundo tempo); João Vítor, Jean Cleber e Didira (Bruno Alves, intervalo); Warley, Alecsandro e Hector Bustamante (Rafinha, 23 do segundo tempo). Técnico – Argel Fucks. Com a décima sexta derrota, o CSA é décimo oitavo com 29 pontos e recebe o Vasco, domingo (10), no estádio Rei Pelé, em Maceió.

TRÊS CARTÕES – O árbitro José Mendonça Júnior, da Federação Paranaense, teve atuação tranquila e só advertiu três com cartão amarelo: o zagueiro Alan Costa, do CSA, e o zagueiro argentino Walter Kannemann e o apoiador Maicon. R$304.304,00. 11.334 pagantes na Arena Grêmio.

Foto: Fernando Alves/Thenews2