O Grêmio levou a virada (2 x 1) do Independiente del Valle, do Equador, na noite desta sexta (9), no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, mas só precisa vencer por 1 x 0 o jogo de volta na próxima quarta (14), na Arena Grêmio, para garantir a última vaga do Grupo A da Libertadores em que estão Defensa y Justicia, da Argentina, e Universitário, do Peru. Com problemas de contusão e Covid-19, inclusive do técnico Renato Portaluppi, o campeão gaúcho teve uma equipe bastante desfigurada.

DE CABEÇA – O Grêmio saiu em vantagem para o intervalo, com o décimo primeiro gol de cabeça de Diego Souza, aos 9 minutos, após cobrança de falta de Alisson, e um gol anulado, por impedimento de Ferreira, que encobriu o goleiro Ramirez aos 44. No segundo tempo, o meia Ortiz acertou a trave do Grêmio logo aos 2 minutos, e o meia Lorenzo Faravelli, argentino de 28 anos, empatou aos 8, e fez o da virada aos 14 minutos, convertendo pênalti do zagueiro Ruan, que foi expulso, em Montenegro.

BRENNO, Felipe (Cortez), Ruan, Rodrigues e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Fernando Henrique), Mateus Henrique e Pinares (Darlan); Alisson (Leo Chu), Diego Souza (David Braz) e Ferreira – o Grêmio, dirigido pelo carioca Alexandre Mendes, de 56 anos, preparador fisico do Fluminense, campeão carioca de 95, com o gol de barriga de Renato, que o levou como assistente técnico ao assumir o Vasco em 2005. A parceria está completando 16 anos. Renato ficou em Porto Alegre, em recuperação da Covid-19.

1 x 0 BASTA – Junto com Palmeiras e São Paulo, o Grêmio é recordista brasileiro de participações (21) na Libertadores, e para garantir a vaga na fase de grupos, só precisa vencer por 1 x 0 na próxima quarta (14), na Arena Grêmio. Outra alternativa de classificação com vitória por um gol, é desde que seja por 3 x 2, 4 x 3, 5 x 4 e assim por diante. A única hipótese de decisão da vaga em pênaltis é a vitória do Grêmio por 2 x 1, que igualaria o placar da derrota no Paraguai. 

EXPULSÃO – O árbitro Nelson Pitana, de 45 anos, sete cartões amarelos, em Vite, Mera e Segóvia, e nos gremistas Brenno, Rodrigues e Ruan, expulso após o segundo cartão amarelo, ao cometer o pênalti. Pitana foi o segundo argentino a apitar uma final de Copa do Mundo, em 2018, França 4 x 2 Croácia, depois de Horácio Elizondo em 2006, Itália 5 x 4 França, após 1 x 1 em 120 minutos. Em Independiente del Valle 2 x 1 Grêmio, a atuação de Nestor Pitana foi correta.

COVID-19 – O diagnóstico dos assistentes do árbitro foi positivo e a Conmebol os substituiu por outros argentinos: Cristian Navarro e Mariana de Almeida, que participou do Mundial de clubes de 2020 no Catar, junto com as árbitras brasileiras Edina Alves Batista e Neuza Back. Bom dizer: Mariana de Almeida é jornalista em Buenos Aires.

PORTUGUÊS – O técnico do Independiente del Valle é o português Renato Paiva, de 51 anos, natural de Pedrogão Pequeno, vila do município de Sertã, a 197 km da capital Lisboa. Ele treinou os sub-17 e sub-19 do Benfica, e teve a primeira chance fora de Portugal após a saída de Miguel Angel Ramirez, de 36 anos, espanhol de Las Palmas, hoje técnico do Internacional de Porto Alegre.

Foto: Staff images/Conmebol