Confirmando a profecia do técnico Renato Portaluppi, o Grêmio está de novo na fase de grupos da Libertadores, depois da vitória (3 x 0) em seis minutos sobre o São Paulo, na noite deste primeiro domingo (1) de dezembro, na Arena Grêmio. O primeiro tempo não foi bom, mas a qualidade do jogo melhorou na volta do intervalo.

TRÊS EM SEIS – O primeiro gol de Luciano, que há duas semanas ganhou um carro de presente do técnico, foi aos 10 minutos, convertendo pênalti de Antony em Alisson, que aos 13 bateu falta e o atacante Vítor Bueno, recuado, fez gol contra. Alisson também participou do terceiro gol, que Luciano marcou aos 16 minutos.

QUARTO – Com a décima oitava vitória – décima em 18 jogos com o mando de campo e sexta no returno -, o Grêmio chegou aos 62 pontos e tirou o Athletico Paranaense (60) do quarto lugar. O time voltará à Arena Grêmio para o jogo de quinta (5) com o Cruzeiro, e na última rodada, domingo (8), jogará com o Goiás, no estádio Serra Dourada.

EM CASA – Com a nona derrota – sexta como visitante em 18 jogos e terceira no returno -, o São Paulo manteve o sexto lugar. O jogo de quarta (4), no Morumbi, com o Internacional, sétimo com 54 pontos, é para confirmar a vaga na fase de grupos da Libertadores 2020. São Paulo e Inter têm 15 vitórias e o saldo do São Paulo é superior (7 a 5).

GRÊMIO – Paulo Victor, Leo Moura (Ferreira), Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Darlan), Michel e Alisson; Everton, Pepê e Luciano (Felipe Vizeu). Técnico – Renato Portaluppi.

SÃO PAULO – Tiago Volpi, Juanfran (Gabriel Sara), Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Daniel Alves e Igor Gomes; Antony, Vítor Bueno (Helinho) e Pablo (Raniel).

ÚNICO CARTÃO – Algo raro no Brasileirão 2019: nenhum jogador foi advertido com cartão amarelo. O árbitro Marcelo de Lima Henrique, da Federação do Rio de Janeiro, com atuação excelente, só mostrou um cartão amarelo, aos 28 do primeiro tempo, para o técnico Fernando Diniz, do São Paulo, por reclamação. R$865.900,00. 24.464 pagantes.

Fotos: Lucas Uebel / Gremio FBPA