Escolha uma Página

A classificação de pior jogo do ano do Grêmio foi do próprio técnico Renato Portaluppi, que viu a defesa se fragilizar com a saída de Geromel, que pisou de mau jeito e teve que sair aos 41, sofrendo os dois gols da derrota (2 x 0) para a Universidad Católica,  do Chile em dois minutos, antes do fim do primeiro tempo. Fernando Zampedri, atacante argentino de 32 anos, fez o primeiro, aos 43, com chute forte, e Cesar Pinares, atacante chilenode 29 anos, marcou o segundo, de cabeça, encobrindo o goleiro.

MUITO MAL – O Grêmio esteve muito mal, sem ameaçar o time chileno, e no primeiro tempo, sequer deu um chute na direção do gol. Começou retraído como time pequeno, tentando os contra-ataques, mas poderia ter saído para o intervalo goleado, com o chute do lateral Fuenzalida na trave e uma defesa milagrosa de Vanderlei, em finalização do atacante Aued. O time não teve capacidade de reação na volta do intervalo, sequer para diminuir o placar (2 x 0) da primeira derrota na fase de grupos.

UMA VITÓRIA – Nos últimos seis jogos, o Grêmio só conseguiu uma vitória, empatando dois jogos e perdendo três. A vitória da Universidade Católica foi a primeira, mas a equipe chilena, com duas derrotas, do técnico argentino Ariel Enrique Holan, de 60 anos, continua em último no Grupo E, após três rodadas. O Grêmio, com 4 pontos – 1 vitória, 1 derrota, 1 empate e sem saldo de gols (2 a 2) -, só não perdeu a vice-liderança porque o Internacional venceu o América de Cali, que ficou nos 3 pontos.

SEM VITÓRIA – O Grêmio nunca venceu a Universidade Católica no Chile, só empatou um jogo, e na noite de ontem (16) sofreu a terceira derrota no Estádio San Carlos de Apoquindo, em Las Condes, bairro elegante de hotéis cinco estrelas e grande centro gastronômico da bela capital Santiago. O Grêmio terminou com 10 porque o zagueiro David Braz foi expulso aos 40 do segundo tempo pelo árbitro argentino Dario Humberto Herrera, após a segunda advertência com cartão amarelo.

NA SEMANA em que comemora 117 anos, fundado em 15 de setembro de 1903, o Grêmio – primeiro gaúcho campeão sul-americano e mundial de clubes em 1983 – não poderia estar decepcionando tanto a maior torcida do futebol do Rio Grande do Sul.

Foto: TC Online