A INVASÃO DE CAMPO DOS TORCEDORES, QUE QUEBRARAM A CABINE DO VAR, pode levar os auditores do Superior Tribunal de Justiça Desportiva a decidirem pela perda de 10 mandos de campo do Grêmio, embora seja pouco provável que nos cinco jogos restantes do atual Campeonato Brasileiro, com Fluminense, São Paulo, Bragantino, Atlético Mineiro e Flamengo. O mais certo é que a punição só passe a ser cumprida no Campeonato Brasileiro de 2022.

O GRÊMIO SERÁ DENUNCIADO pelo advogado Ronaldo Piacente, de 37 anos, eleito por aclamação procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, que viu as cenas do final da tarde deste domingo (31), na Arena Grêmio: “A invasão de campo dos torcedores, além de levar o clube a perder até 10 mandos de campo, pode implicar também em multa de R$100 mil”. A denúncia é feita pelo procurador-geral, mas o julgamento cabe aos nove auditores do STJD.

A INVASÃO DE CAMPO aconteceu pouco depois do apito final do árbitro Savio Sampaio, do Distrito Federal, que teve atuação correta. O Grêmio fez 1 x 0 com Diego Souza, e o pênalti que Raphael Veiga converteu no gol de empate do Palmeiras foi muito claro, com o empurrão de Tiago Santos nas costas de Marcos Rocha. O árbitro consultou o VAR antes de confirmar. Raphael Veiga fez 2 x 1, e no segundo tempo, Breno Lopes marcou o terceiro gol, aos 50 minutos.

O PALMEIRAS VOLTOU À VICE-LIDERANÇA, com 52 pontos e 16 vitórias, menos 7 pontos que o líder Atlético Mineiro, com 59 pontos e 18 vitórias, com a virada (3 a 1) sobre o Grêmio. O Flamengo, com 49 pontos e 15 vitórias, pode perder o terceiro lugar, se hoje (1) o visitante Bragantino, quarto com 49 pontos e 12 vitórias, vencer o Cuiabá, na Arena Pantanal, na capital do Mato Grosso. Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, diz que “a reta final será muito emocionante”.

A SITUAÇÃO DO GRÊMIO FICOU AINDA MAIS COMPLICADA, depois da vitória do Sport sobre o Atlético Goianiense por 2 x 0, gols de Mikael, no último jogo da noite deste domingo (31), na Arena Pernambuco. O Sport subiu para o décimo sétimo, igualando-se em pontos (37) ao Juventude, décimo oitavo por ter menos uma vitória (8 a 9). Penúltimo, com 26 pontos, o Grêmio tem menos 7 pontos que o Bahia, décimo sexto, primeiro fora do rebaixamento, com 33 pontos.

OS DOIS PRÓXIMOS JOGOS DO GRÊMIO serão como visitante: quarta (3), no Mineirão, com o líder Atlético, jogo adiado da última rodada do turno, e sábado (6), na Arena Beira Rio, com o arquirrival Internacional, sexto com 41 pontos. O Grêmio ainda terá mais quatro jogos como visitante, com América Mineiro, Chapecoense, Bahia e Corinthians, na penúltima rodada. Em Porto Alegre, o Grêmio disputará mais quatro jogos, com Fluminense, Bragantino, São Paulo e Atlético Mineiro, na última rodada.

SE NÃO CONSEGUIR SE LIVRAR EM 2021, O GRÊMIO será rebaixado pela terceira vez, 17 anos depois. Em 1991, o Grêmio foi o primeiro dos grandes a ser rebaixado, quando o Campeonato Brasileiro tinha 20 participantes. Em 19 jogos, o Grêmio perdeu 10, só ganhou 3 e empatou 6. No segundo rebaixamento, em 2004, com 24 equipes, o Grêmio perdeu 25 dos 46 jogos e só ganhou 9, empatando 12. 

Foto: Ricardo Rimoli / Lancepress!