Mais fácil do que no jogo de ida (2 x 0), em Porto Alegre, o Grêmio se classificou às quartas de final, tornando-se o time brasileiro com mais vitórias (100) na Libertadores, ao ganhar (3 x 0) com muita facilidade do Libertad, na noite de ontem (1), no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, onde a maioria dos torcedores era do tricolor gaúcho. Todos os gols no primeiro tempo e o Grêmio voltou do intervalo para fazer o tempo passar.

DESENCANTOU – O atacante fluminense André, natural de Cabo Frio, estava há quase três meses sem fazer gol e desencantou com os dois últimos da noite. O meia Jean Pyerre fez 1 x 0 logo aos seis minutos, convertendo pênalti cometido com a mão pelo zagueiro Pires. André marcou de canhota o segundo gol aos 19, com assistência de Everton, e fez o terceiro aos 46, após rebatida da zaga. O árbitro Victor Carrillo, da Federação Peruana, teve atuação correta.

24 ANOS DEPOIS – Grêmio e Palmeiras voltarão a se enfrentar depois de 24 anos na Libertadores para decidir quem passa às semifinais. Em 1995, os dois jogos das quartas de final foram de tirar o fôlego. No antigo Estádio Olímpico, em Porto Alegre, o Grêmio ganhou de 5 x 0, e na volta, no antigo Palestra Itália, em São Paulo, o Palmeiras ganhou de 5 x 1. Com esse gol, o Grêmio se classificou, foi às semifinais e ganhou seu segundo título. O técnico era Luiz Felipe Scolari, hoje dirigindo o Palmeiras.

GRÊMIO – O técnico Renato Gaúcho manteve a maioria dos titulares na vitória (3 x 0) da noite de ontem (1), em Assunção: Paulo Victor, Leo Gomes, David Braz, Kannemann e Cortez; Maicon (Thaciano), Mateus Henrique, Jean Pyerre e Alisson; Everton (Diego Tardelli) e André (Luan). O zagueiro Geromel não jogou por estar suspenso.

VOLTA EM SÃO PAULO – O primeiro jogo da decisão da vaga para as semifinais será dia 20, na Arena Grêmio. O segundo, dia 27, no Allianz Parque, em São Paulo. O Palmeiras, depois do Grêmio, é o segundo brasileiro com mais vitórias (97) na Libertadores. Com a classificação do Grêmio, é a terceira vez que quatro times brasileiros participam das quartas de final, o que assegura a presença de um brasileiro na decisão da Libertadores 2019, em jogo único, dia 23 de novembro, no Estádio Nacional de Santiago, capital do Chile.

Foto: UOL Esporte