Escolha uma Página

Em sua melhor atuação do ano, Paolo Guerrero, atacante peruano de 36 anos, marcou os dois primeiros gols e deu assistência para Marcos Guilherme completar os 3 x 0 da estreia do Internacional, que fez 3 x 0 na Universidad Católica, do Chile, dominando do início ao fim, com os gols no segundo tempo. Guerrero tornou-se o terceiro artilheiro do Inter na Libertadores com 7, depois de Leandro Damião com 11 e Rafael Sóbis com 8 gols. Uma noite de festa completa na Arena Beira Rio, em Porto Alegre. R$1.416.600,00. 32.845 pagantes.

GRENAL HISTÓRICO – O Inter chega ao primeiro Grenal da história da Libertadores, quinta (12) da próxima semana, credenciado pelo melhor desempenho no torneio, que ganhou em 2006 e 2010. O time passou por duas fases da pré-Libertadores com duas vitórias e dois empates e nos 3 x 0 da noite desta terça (3) completou o quinto jogo sem sofrer gol. A vitória sobre a Universidad Católica foi a décima quinta em 19 jogos na Arena Beira Rio, onde ainda não sofreu gol em 2020 e marcou seis, com os 3 x 0.

EM NOVE MINUTOS – O Inter não aproveitou boas chances no primeiro tempo em que Matias Dituro, goleiro argentino de 32 anos, 1,91m, também se sobressaiu com boas defesas. Mas, na volta do intervalo, foram três em nove minutos: Guerrero fez o primeiro aos 17, em cobrança de falta, e o segundo aos 22, com assistência de Tiago Galhardo. No terceiro gol, que marcou aos 26, Marcos Guilherme teve assistência de Guerrero.

MELHOR JOGO – É consenso que o Inter fez o melhor jogo desde que o técnico argentino Eduardo Coudet, ex-meia de 45 anos, assumiu em janeiro. O time teve mais pegado e foi muito mais intenso desde o início, impondo-se no próprio campo da Universidad Católica e sem dar espaço ao time chileno de contra-atacar. Ele ainda analisa com os dirigentes a possível contratação de dois reforços para fechar o grupo em 2020.

EXPULSÃO – A Universidad Católica terminou com 10, pela expulsão do zagueiro chileno Valber Huerta, de 26 anos, que já havia recebido cartão amarelo e cometeu falta por trás em Guerrero. O árbitro Angel Arteaga, da Venezuela, advertiu também Aued e Parot, do time chileno, e Victor Cuesta, que foi o capitão na ausência de D’Alessandro, suspenso, Boschilia e Tiago Galhardo.

Foto: Paraná Portal – UOL