A HOLANDA ELIMINOU os Estados Unidos nas oitavas e reencontrará a Argentina nas quartas de final, 6ª feira (9), no sexto confronto que terão em Copas do Mundo, desde a fase de grupos de 1974, quando os holandeses aplicaram a sonora goleada de 4 x 0, gols de Cruyff (2), Krol e Rep, no Parkstadion de Gelsenkirchen, Alemanha.

QUATRO ANOS DEPOIS, sem Johann Cruyff, que se recusou a disputar a Copa de 78 na Argentina, devido à repressão do regime militar, a Holanda chegou à segunda final consecutiva. Depois de perder de virada para a Alemanha por 2 x 1, em 74 em Munique, perdeu para a Argentina por 3 x 1, na prorrogação, em Buenos Aires.

MAIS EFETIVA QUE BRILHANTE, a Holanda venceu os Estados Unidos por 3 x 1, diante de 44.846 espectadores, neste sábado (3), no Estádio Internacional do Khalifa, em jogo com arbitragem segura do goiano Wilton Pereira Sampaio. Os holandeses saíram para o intervalo com 2 x 0, gols de Memphis Depay e Daley Blind.

NO 2º TEMPO, os norte-americanos diminuíram com o gol de Haji Wright aos 31, mas os holandeses logo abafaram a reação com o gol do lateral Denzel Dumfries aos 36 minutos e mantiveram o controle até o final, na 11ª Copa das duas seleções, que dividiram as dezesseis faltas. Os dois amarelos foram para jogadores holandeses.

UMA DAS LENDAS holandesas, o ex-atacante Marco van Basten tem feito críticas ao técnico Louis van Gaal, de 71 anos: “Nosso futebol sempre foi ofensivo, o que não estamos vendo nesta Copa”. Ele foi artilheiro no Ajax – 172 jogos, 152 gols, de 82 a 87 -; no Milan – 201 jogos, 124 gols, de 87 a 93 -, e na seleção, 92 gols em 83 jogos.

HOLANDA OU ARGENTINA jogará nas semifinais com o Brasil, desde que a seleção brasileira vença a Coreia do Sul, 2ª feira (5), e depois passe pelo vencedor de Japão x Croácia, jogo que será realizado no mesmo dia. Na fase de grupos, a Holanda venceu Senegal e Catar por 2 x 0 e empatou em 1 x 1 com o Equador.

O TÉCNICO DIEGO ALONSO, ex-atacante de 47 anos, não continuará na seleção do Uruguai, após a eliminação na fase de grupos, com a única vitória no último jogo sobre Gana por 2 x 0, gols de Arrascaeta. Foi a última Copa do goleiro Fernando Muslera, do zagueiro Diego Godin, e dos atacantes Edinson Cavani e Luis Suarez, todos com mais de 35 anos.

Foto: Fifa, R7, Correio do Povo e Head Topics