Escolha uma Página

A presença de cinco mil torcedores, imunizados e com o atestado de vacinação, foi uma das novidades deste sábado (27) na Arena Johann Cruyff, em Amsterdam, onde a Holanda venceu a Letônia por 2 x 0, depois de perder para a Turquia por 4 x 2 na estreia em Istambul. A outra novidade foi a francesa Stéphanie Frappart, árbitra de 37 anos, primeira em jogo das eliminatórias europeias, depois de apitar Juventus 3 x 0 Dínamo pela Liga dos Campeões. Ela aplicou dois cartões amarelos em cada seleção.

A HOLANDA fez um gol em cada tempo, com atuação discreta, diante de adversário sem valor técnico. O ponta Steven Berghuis, do Feyenoord, 15 vezes campeão holandês e vencedor da Champions 69-70, só conseguiu marcar o primeiro gol pela seleção, em 23 jogos, aos 29 anos. No segundo tempo, Luuk de Jong, atacante de 30 anos do Sevilha, campeão da Liga Europa 2019-20, fez 2 x 0 e quase marcou o terceiro em outra cabeçada no travessão. 

RÚSSIA LIDERA – Depois de estrear com 3 x 1 sobre Malta, a Rússia venceu a Eslovênia por 2 x 1, no estádio Olímpico de Sochi, a 1.623 km da capital Moscou, com os três gols do jogo em 11 minutos do primeiro tempo. O atacante Artem Dzyuba, de 32 anos, bicampeão no Zenit, marcou aos 25 e 35, e Josip Ilicic, de 33 anos, atacante do Atalanta, quarto do Italiano, fez o gol da Eslovênia aos 36. No outro jogo do Grupo H, liderado pelos russos, a seleção de Montenegro goleou Gilbraltar (4 x 1).

BÉLGICA EMPATA – Após boa estreia em casa, com 3 x 1 sobre o País de Gales, a visitante Bélgica só empatou (1 x 1) neste sábado (27) com a República Tcheca, em Praga, com os gols no segundo tempo. O ponta Lukas Provod, de 24 anos, do Slavia Praga, marcou aos 5 minutos, e o artilheiro Romelu Lukaku, da Inter de Milão, aos 15. O técnico espanhol Roberto Martinez, da seleção belga, não contou com cinco que jogam na Alemanha, devido às restrições da quarentena.

Foto: Superesporte