Além da novidade de duas sedes, como aconteceu pela primeira vez na Copa do Mundo de 2002, disputada no Japão e na Coreia do Sul, de boa lembrança, por sinal, porque foi a última que o Brasil ganhou, a Copa América, também pela primeira vez em dois países – Argentina e Colômbia -, terá outra novidade: a participação de um árbitro da Europa. Jesus Gil Manzano, de 37 anos, com boas atuações desde 2012 no Campeonato Espanhol, foi o escolhido pela União Europeia de Futebol (Uefa).

EXCELENTE – O presidente da União Europeia de Futebol, Aleksander Ceferin, advogado esloveno de 53 anos, classificou como excelente a troca de árbitros entre a Europa e a América do Sul: “Enriquecerá o futebol dos continentes e ajudará a melhorar o nível das competições”. Ceferin aproveitou para dizer que todos os clubes e jogadores, que participaram do movimento para a criação da Superliga, “serão banidos o mais rápido possível”. O movimento dos 12 clubes foi um fracasso em 72 horas.

PREMIAÇÃO – O presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol, Alejandro Dominguez, advogado paraguaio de 49 anos, também saudou o acerto para a participação do árbitro espanhol Jesus Gil Manzano na Copa América 2021, entre 13 de junho e 10 de julho. Dominguez aproveitou para dizer que o prêmio ao campeão terá aumento de 2.500 mil dólares e será de 10 milhões de dólares (R$57 milhões) ao câmbio de hoje, e que cada país receberá ajuda de 4 milhões de dólares na preparação.

30 POR CENTO – Enquanto o presidente da República da Colômbia, Ivan Duque Marquez, de 44 anos, anunciou que os jogos no país continuarão sem público na Copa América, o presidente Alberto Fernandez, de 62 anos, antecipou que os jogos na Argentina terão trinta por cento de público da capacidade dos estádios. Bom lembrar: o Brasil ganhou a Copa América de 2019, vencendo o Peru por 3 x 1 na final, e o torneio de 2020 foi adiado para 2021, em virtude da pandemia.

EUROCOPA – O maior torneio de seleções da Europa será entre 11 de junho e 11 de julho, com 51 jogos. Apenas cinco, dos doze países que cederão árbitros, terão dois participantes: Alemanha – Felix Brych e Daniel Siebert. Inglaterra – Anthony Taylor e Michael Oliver. Espanha – Antonio Mateu Lahoz e Carlos del Cerro Grande. Holanda – Bjorn Kuipers e Danny Makkelie. Romênia – Ovidiu Hategan e Istvan Kovacs. Da Itália, Daniele Orsato; da França, Clément Turpin, e de Portugal, Artur Soares Dias.

Foto: goal