Escolha uma Página

Em seu único jogo fora de casa, a Inglaterra confirmou o favoritismo e garantiu a volta à semifinal da Eurocopa, depois de 24 anos, com a goleada (4 x 0) sobre a Ucrânia, neste primeiro sábado (3) de julho, no Estádio Olímpico de Roma. O atacante Harry Kane, de 27 anos, do Tottenham de Londres, com dois gols, está a um gol de igualar Gary Lineker, que marcou dez gols pela seleção em Eurocopa e Copa do Mundo, em que ambos foram artilheiros, em 1986 e 2018.

GOL DE BICO – A Inglaterra fez 1 x 0 logo aos 4 minutos, com o gol de bico de Kane, na pequena área, após assistência de Sterling, outro destaque da goleada. A Ucrânia saiu para o ataque, mas parou na marcação inglesa, compacta e firme. Na volta do intervalo, três gols de cabeça em seis minutos: Maguire aos 2; Kane aos 5 e Henderson aos 8. O meia Sancho, de 21 anos, do Manchester United, foi a surpresa na escalação e teve atuação destacada nos desarmes e passes precisos.

APLAUDIDO – O técnico inglês fez três substituições simultâneas aos 20 do segundo tempo, poupando Sterling, Rice e Shaw, com as entradas de Rashford, Henderson e Trippier, mas deixou por último a saída do capitão Harry Kane, sob demorados aplausos ao sair de campo. Bom lembrar: Kane, de 27 anos, desde 2009 no londrino Tottenham, foi artilheiro da Copa do Mundo de 2018, e é considerado profissional modelo pela técnica e disciplina.

FALTA 1 GOL – Kane está a um gol de igualar Gary Lineker, artilheiro da Copa do Mundo de 1986, com 6 gols, que marcou 9 pela seleção em Copa do Mundo e Eurocopa. Hoje aos 60 anos, Lineker é comentarista da BBC de Londres e fez uma graça, ao analisar a goleada de 4 x 0: “O que estou vendo? É verdade? A Inglaterra está parecendo o Brasil”, e em seguida se desculpou: “Calma, estou apenas feliz e empolgado com a nossa seleção. Foi só uma brincadeira”.

SEGUNDO JOGO – Embora tenham retrospecto de 17 jogos, com 12 vitórias da Inglaterra, 1 empate e 4 vitórias da Dinamarca, as seleções se enfrentarão pela segunda vez na Eurocopa, buscando a vitória, de vez que empataram no único jogo. No único jogo de Copa do Mundo, vitória da Inglaterra, que tem ampla vantagem nos 11 amistosos, com 7 vitórias, duas da Dinamarca e dois empates. 

DOIS TRAUMAS – É a sexta vez que a Inglaterra chega à semifinal da Eurocopa, com dois traumas: em 1996 foi eliminada nos pênaltis pela Alemanha, e em 2016, ainda na fase das oitavas de final, pela estreante Islândia. Além disso, outro fantasma ronda a seleção inglesa, única entre as seleções europeias campeãs do mundo que ainda não conseguiu ser campeã da Eurocopa. A maioria dos observadores acredita que Inglaterra e Itália decidirão a Eurocopa 2020.

CORDIALIDADE – Ao final de Inglaterra 4 x 0 Ucrânia, os técnicos se abraçaram: Southgate era zagueiro e Shevchenko atacante quando as seleções se enfrentaram na Eurocopa de 2000, em que o então artilheiro ucraniano converteu o pênalti e o então zagueiro inglês perdeu a última cobrança chutando pra fora. Shevchenko também foi abraçado com afeto por Harry Cane, que destacou a importância dele como um dos notáveis do futebol mundial de todos os tempos.

DINAMARCA – Confirmando o favoritismo, mas com certa dificuldade para eliminar a República Tcheca, a Dinamarca ficou com a outra vaga para as semifinais, ao vencer (2 x 1) no Estádio Olímpico de Baku, capital do Azerbaijão, ex-República soviética, uma das mais movimentadas cidades portuárias do Leste europeu. O meia Delaney fez 1 x 0 aos 4 e o atacante Dolberg marcou o segundo aos 42. Aos 4 do segundo tempo, Patrik Schik fez o gol tcheco, empatando com Cristiano Ronaldo na artilharia da Eurocopa 2020 com 5 gols.

Foto: CNN Brasil