A Inglaterra eliminou a Dinamarca (2 x 1), com pênalti mal marcado na prorrogação, e 55 anos depois de ganhar sua única Copa do Mundo em 1966, derrotando (4 x 2) a Alemanha, voltará a fazer uma final, domingo (11), em decisão inédita da Eurocopa com a Itália, que tenta ser campeã pela segunda vez, após vencer a Iugoslávia na final de 1968. O estádio de Wembley, com 90 mil lugares, registrou ontem (7) o recorde de público da Eurocopa 2020: 64.964 pagantes.

BELA COBRANÇA – O gol do atacante Mikkel Damsgaard, em bela cobrança, encobrindo a barreira de quatro, aos 30 do primeiro tempo, foi o primeiro de falta da Eurocopa 2020 (adiada para 2021, devido à pandemia). A bola encobriu Harry Kane, capitão inglês, que apesar da boa impulsão não conseguiu tocá-la. Damsgaard, um dos versáteis da seleção dinamarquesa, também joga como ala, tem 21 anos e é da italiana Sampdoria, de Genova, desde julho de 2020.

GOLS DE CAPITÃES – A Inglaterra empatou aos 39, com o gol contra do zagueiro Simon Kjaer, caído na pequena área, onde tentou se antecipar ao atacante Sterling, após cruzamento rasteiro de Saka. Capitão da seleção dinamarquesa, Kjaer tem 32 anos e foi comprado do Sevilha pelo Milan em 2020. O gol da vitória inglesa foi do capitão Harry Kane, aos 14 do primeiro tempo da prorrogação, no rebote do goleiro, que defendeu a cobrança do pênalti no canto esquerdo.

CAMISA 10 – A seleção inglesa ofereceu a camisa branca 10, autografada por todos os jogadores, ao meia Eriksen, que sofreu parada cardíaca na estreia com a Finlândia. Antes do sorteio, o capitão Kane entregou a camisa ao capitão Kjaer. O meia Eriksen e os médicos que o atenderam foram convidados pela União Europeia de Futebol, mas não puderam estar no estádio. Uma grande bandeira da Dinamarca, com o nome de Eriksen, foi estendida no gramado.

721 MINUTOS – Antes de sofrer o gol de falta, o goleiro Pickford ficou 721 minutos sem sofrer gol, batendo o recorde de 55 anos de Gordon Banks (719 minutos), único goleiro inglês campeão do mundo (1966) e autor da melhor defesa de todas as Copas, na cabeçada de Pelé (1970). Banks sofreu só 9 derrotas em 73 jogos pela seleção. Jordan Pickford, novo recordista, tem 27 anos, 1,85m e é titular do Everton, de Liverpool, e da seleção inglesa desde 2017.

PRIMEIRO-MINISTRO – Empolgado como poucas vezes foi visto um chefe de estado, Boris Johnson, de 57 anos, primeiro-ministro do Reino Unido, vestiu a camisa da seleção inglesa e vibrou muito com os gols, ao lado de Carrie, de 33 anos, sua terceira mulher. Do outro lado da tribuna, o principe Williams, de 39 anos, mais discreto, aplaudiu os gols, ao lado do esloveno Aleksander Ceferin, de 53 anos, desde setembro de 2016, presidente da União Europeia de Futebol (Uefa).

MAL MARCADO – O gol que decidiu o jogo e a classificação da Inglaterra foi de pênalti mal marcado pelo árbitro Danny Makkelie, holandês de 38 anos, desde 2011 na FIFA e agente da polícia de Curaçao, cidade praiana do Caribe. Ele marcou mal o pênalti do meia Jensen em Sterling, confirmado em 25 segundos pelo VAR. Makkelie marcou 31 faltas (10 da Inglaterra) e advertiu com cartão amarelo o zagueiro inglês Maguire e o lateral holandês Daniel Wass.

OS FINALISTAS – Pickford, Walker, Stones, Maguire e Luke Shaw; Rice (Hendersen), Kalvin Phillips e Mount (Phil Foden); Saka (Grealish e depois Trippier), Harry Kane e Sterling – a seleção do técnico Gareth Southgate, de 50 anos, que entrou em campo para aplaudir os torcedores, lado a lado com os jogadores, Harry Kane (capitão) à frente. Kane deu abraço afetuoso no técnico Kasper Hjulmand e no goleiro Kasper Schmeichel, que defendeu o pênalti e sofreu o gol ao rebater.

MAIS DE 2 BILHÕES – Desde abril de 2018 as premiações da Eurocopa 2020 (adiada para 2021 devido à pandemia) estavam definidas pela União Europeia de Futebol, no total de 371 milhões de euros (R$2.200 milhões). O campeão receberá mais 34 milhões de euros (R$210 milhões), e o vice, mais 7 milhões de euros (R$42 milhões). O prêmio à Itália, Espanha, Inglaterra e Dinamarca, pela participação nas semifinais, é de 7 milhões de euros (R$42 milhões).

Foto: Bolavip