Internacional e River Plate se classificaram invictos para o mata-mata das oitavas de final da Copa Libertadores, ao empatarem (2 x 2) na noite de ontem (7), no Estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, na última rodada da fase de grupos. O vice-campeão gaúcho terminou em primeiro no Grupo A, com 14 pontos – 4 vitórias e 2 empates, 11 gols a favor e 6 contra – e o River, atual campeão da Libertadores, ficou em segundo, com 10 pontos – 2 vitórias e 4 empates, 10 gols pró e 5 contra. Palestino, do Chile, com 7 pontos, e Alianza Lima, do Peru, com 1 ponto, foram eliminados.

SOBIS  EM DESTAQUE – O atacante Rafael Sobis foi o destaque do Internacional, com boa atuação e os dois gols. O primeiro tempo (1 x 1) teve gols do atacante argentino Julian Alvarez, aos 35, encobrindo o goleiro Marcelo Lomba, e de Rafael Sobis, aos 44, empatando com chute forte e colocado de fora da área. Na volta do intervalo, Rafael Sobis fez 2 x 1, aos 13, convertendo pênalti do zagueiro Lollo no zagueiro Rodrigo Moledo, e Lucas Pratto empatou aos 47, aproveitando a rebatida do goleiro, após falta em chute forte do meia De La Cruz.

MUITO APLAUDIDO – O meia D’Alessandro, ídolo dos torcedores do River, onde começou de 2000 a 2003, foi muito aplaudido ao substituir o uruguaio Nico Lopez, aos 20 do segundo tempo. Ele foi três vezes campeão argentino e pentacampeão gaúcho, além de ganhar a Libertadores de 2010 pelo Inter, que em 2016 o emprestou ao River. D’Alessandro tem 38 anos, com uma carreira de 730 jogos e 140 gols. Quinto jogador com mais atuações (444) pelo Inter, marcou 91 gols.

ATLÉTICO NA SUL-AMERICANA – Terceiro colocado no Grupo E, com 6 pontos – 2 vitórias, 4 derrotas e saldo negativo de quatro gols (6 x 10) -, o Atlético Mineiro se despediu da Libertadores 2019, ao vencer (2 x 1) o Zamora, no estádio Agustin Tovar, na cidade de Barinas, noroeste da Venezuela, a 525 km da capital Caracas. O atacante Alerrandro, de 19 anos, mineiro de Lavras, marcou os gols no primeiro tempo, aos 25 e 34, e Ignacio Gonzalez, de pênalti, fez o gol do Zamora aos 13 do segundo tempo. O Atlético só conseguiu vaga para a Copa Sul-Americana.

CERRO PORTEÑO E NACIONAL – Já classificados, os times entraram para decidir o primeiro lugar do Grupo E, que o Cerro Porteño, do Paraguai, conseguiu com o empate (1 x 1), no Parque Central, em Montevidéu, onde o Nacional se manteve invicto em casa. Os gols foram de falta e de bela feitura. Arzamendia fez o do Cerro no primeiro tempo, e Rodrigo Amaral empatou na volta do intervalo. Cerro e Nacional terminaram iguais com 13 pontos e 4 vitórias em seis jogos, mas o Cerro teve saldo de 5 gols e o saldo do Nacional foi de 3. Os dois vão disputar o mata-mata das oitavas de final da Libertadores.

Foto: Site oficial do Intenacional