Escolha uma Página

O INTERNACIONAL voltou a jogar depois de um mês e perdeu a invencibilidade de virada na Copa Sul-Americana para o Belgrano, da Argentina, por 2 x 1, sofrendo os gols em dois minutos, no final do 1º tempo da noite de ontem (28), na Arena Barueri, a 26 km da Praça da Sé, marco zero da capital paulista.

SEM QUERER justificar a derrota, o técnico argentino Eduardo Coudet disse: “É difícil e complicado esquecer o que acontece no Rio Grande do Sul. Os jogadores e a comissão técnica monitoram tudo e não falam em outra coisa. Ontem teve alerta de ciclone e o nível do Guaíba preocupa. Estamos sofrendo um castigo duro”.

O INTERNACIONAL fez 1 x 0, gol do atacante colombiano Rafael Borré, aos 39, e o Belgrano, que se classificou com a vitória e é o único invicto do Grupo C, virou em três minutos com os gols do veterano atacante argentino Pablo Chavarría, de 36 anos, aos 45 e aos 48. O Belgrano se fechou e garantiu o placar no 2º tempo.

CORINTHIANS, 1º LUGAR E VAGA DIRETA

O CORINTHIANS tirou a invencibilidade do Racing, do Uruguai, e conseguiu a vaga direta nas oitavas de final da Copa Sul-Americana, com 3 x 0, na noite de ontem (28), diante de 40.473 torcedores na Arena Corinthians. O 1º gol, em primorosa cobrança de falta do meia argentino Rodrigo Garro, no ângulo, valeu o ingresso.

TRÊS MINUTOS depois, aos 25, Yuri Alberto marcou o 2º, e aos 12 do 2º tempo, o meia Igor Coronado fechou o placar do jogo, que marcou a despedida do volante Paulinho, depois de 218 jogos e 40 gols, ovacionado na Arena Corinthians. Ele foi campeão paulista, brasileiro, da Libertadores e do Mundial de clubes de 2012.

O CORINTHIANS somou 13 pontos, 4 vitórias, 1 empate, 1 derrota, saldo de 15 gols (17 a 2), ganhando todos os jogos em casa sem sofrer gol: 4 x 0 no Nacional, do Paraguai, e no Argentinos Juniors, e 3 x 0 no Racing. O prêmio do Corinthians pela classificação às oitavas de final da Sul-Americana é de R$3 milhões.

NO CHILE, o Bragantino empatou com o Coquimbo (1 x 1), ficou em 2º no Grupo H e vai aos playoffs da Sul-Americana, disputando uma vaga nas oitavas de final com um dos terceiros colocados da Libertadores.

Foto: Terra e Nelson Almeida/AFP via Getty Images