Escolha uma Página

São Paulo e Internacional decidirão a liderança do Campeonato Brasileiro na próxima quarta (20), no Morumbi. O São Paulo, com 57 pontos, completou três jogos sem vencer, ao empatar (1 x 1) com o Athletico Paranaense, em Curitiba, e o Internacional, com 56, chegou à sexta vitória consecutiva, com os 4 x 2 sobre o Fortaleza, em Porto Alegre. O Atlético, terceiro com 52 pontos, venceu (3 x 1) o Atlético Goianiense, no Mineirão. O Flamengo (49) tira o Grêmio (50) e volta ao G4, se vencer o Goiás, hoje (18)

EM QUEDA – O São Paulo ainda não venceu em 2021. Depois de perder para o Bragantino (4 x 2) e o Santos (1 x 1), o ainda líder isolado empatou (1 x 1) com o Athletico Paranaense, que fez 1 x 0, gol de Renato Kayzer, aos 39. No segundo tempo, Tchê Tchê empatou de fora da área aos 16. O São Paulo tem 57 pontos em 30 jogos – 16 vitórias, 5 derrotas, 9 empates, saldo de 22 gols (50 a 28) – e fará os próximos jogos no Morumbi, quarta (20), com o Internacional, e sábado (23), com o Coritiba.

NA FRENTE – O Athletico Paranaense, décimo com 39 pontos em 30 jogos – 11 vitórias, 13 derrotas, 6 empates, saldo negativo de 2 gols (27 a 29) – passou à frente do São Paulo em vitórias no Campeonato Brasileiro (19 a 18), em 53 jogos, com 16 empates. No confronto geral de 63 jogos, o Athletico empatou com o São Paulo em 21 vitórias, e 21 empates. O zagueiro Arboleda, com o terceiro cartão amarelo, desfalcará o São Paulo no jogo de quarta (20) com o Internacional.

INTER SOBE – A sexta vitória consecutiva sob o comando de Abel Braga levou o Internacional à vice-liderança com 56 pontos em 30 jogos – 16 vitórias, 6 derrotas, 8 empates, saldo de 20 gols (48 a 28) -, nos 4 x 2 de ontem (17) sobre o Fortaleza, na Arena Beira Rio. O Inter fez 2 x 0 em seis minutos, com Yuri Alberto e Rodrigo Dourado, e Wellington Paulista, de pênalti, o do Fortaleza, que empatou com Romarinho, de voleio, no início do segundo tempo. Peglow e Carlinhos, contra, os outros gols.

CLÁSSICO – Se vencer o São Paulo, o Internacional entrará no Grenal do próximo domingo (27) como novo líder, enquanto o Grêmio só manterá o quarto lugar se o Flamengo não vencer hoje (18) o Goiás. O empate basta para o Flamengo voltar à quarta posição, por se igualar em pontos (50), mas por ter mais duas vitórias (14 a 12) que o Grêmio, que só leva vantagem sobre o Flamengo no segundo quesito de desempate, o de saldo de gols (14 a 8).

TERCEIRO – O Atlético Mineiro manteve com segurança o terceiro lugar, ao se impor ontem (17) ao Atlético Goianiense, no Mineirão, por 3 x 1, depois de 2 x 0 no primeiro tempo. Hyoran, emprestado pelo Palmeiras, fez o gol mais bonito, de fora da área. Os outros dois foram de cabeça, do zagueiro Junior Alonso, seu primeiro em 29 jogos, e do volante Jair. Janderson fez o gol do Atlético Goianiense, que caiu para décimo terceiro.

ATAQUE MAIS – Além de manter o terceiro lugar com 53 pontos em 29 jogos – 16 vitórias, 8 derrotas, 5 empates, saldo de 14 gols (14) -, o Atlético Mineiro voltou a ter o ataque mais positivo (51), mas sua defesa é a segunda mais vazada (37) dos cinco primeiros, depois da do Flamengo, que sofreu 39 gols. Os próximos jogos serão como visitante, quarta (20), com o Grêmio, na Arena Grêmio, e domingo (24), com o Vasco, em São Januário. Há um jogo atrasado, com o Santos, dia 26, no Mineirão.

TRÊS PÊNALTIS – No jogo dos times que mais contra-atacam no Brasileiro 2020, o Bragantino foi o segundo visitante a vencer na rodada, impondo-se (2 x 1) ao Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza. Os três pênaltis foram no segundo tempo. Claudinho converteu os do Bragantino aos 11 e aos 52 minutos, e Lima, aos 17. Apesar da derrota, o Ceará, décimo primeiro com 39 pontos, está uma posição acima do Bragantino, com 38 pontos.

Foto: Lucas Bubols / ge