Com os 3 x 1 sobre o Bahia na noite de ontem (12), na Arena Beira Rio, em Porto Alegre, o Internacional manteve os 100% de aproveitamento como mandante e entrou no G4 e assim poderá terminar a rodada, se o Atlético Mineiro não vencer o São Paulo na noite de hoje (13), em Belo Horizonte. O meia argentino Andrés D’Alessandro, de 38 anos, foi homenageado antes do jogo com placa de prata e camisa personalizada ao completar 450 jogos pelo Internacional. R$503.765,00. 15.110 pagantes.

O GOL E O VAR – O primeiro gol do Internacional, aos 22 minutos, levou quatro minutos para ser confirmado pelo árbitro de video, depois que o árbitro Paulo Roberto Alves Junior, da Federação Paranaense, marcou impedimento do apoiador Lindoso, ex-Botafogo. Lindoso é o segundo jogador com a maior sequência de atuações (10), abaixo apenas do zagueiro argentino Victor Cuesta (11). O gol de Lindoso, que esticou bem a perna para alcançar a bola, foi com passe de cabeça do lateral Uendel.

GOLEIRO FALHOU – Na volta do intervalo, o Internacional fez 2 x 0 aos 17 com o gol de Rafael Sobis, que chutou fraco e o goleiro Douglas Friedrich falhou. Foi também com falha do carioca Marcelo Lomba, ex-Flamengo, que o Bahia diminuiu aos 33, com o gol de Fernandão. Mas, quatro minutos depois, D’Alessandro tranquilizou o Internacional com seu belo gol dentro da área, em finalização fora do alcance do goleiro.

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba, Zeca, Roberto, Victor Cuesta e Uendel; Lindoso (Patrick), Edenilson, Nico Lopez (Jonathan Alvez) e D’Alessandro (Wellington Silva); Nonato e Rafael Sóbis. Técnico – Odair Hellmann. Em casa, o Internacional ganhou do Flamengo (2 x 1), CSA e Avaí (2 x 0) e Cruzeiro e Bahia (3 x 1)

BAHIA – Douglas Friedrich, Nino, Jackson, Lucas e Moisés; Douglas (Shaylon), Flavio (Rogerio) e Elton; Ramires, Fernandão e Arthur Caílke. O técnico Roger Machado foi o primeiro advertido com cartão amarelo, devido às insistentes reclamações após o árbitro confirmar, depois da revisão no árbitro de vídeo. O outro advertido do Bahia foi o atacante Ramires. O único advertido do Internacional foi o zagueiro Victor Cuesta. Sem vitória como visitante, o Bahia perdeu do Botafogo (3 x 2), do Atlético Paranaense (1 x 0) e do Internacional (3 x 1), e ficou no 0 x 0 com Ceará e São Paulo. Após a Copa América, jogará com o Santos, em Salvador.

Foto: Divulgação Internacional