O Internacional ficou a dois pontos do líder Atlético Mineiro, ao reassumir a vice-liderança do Brasileiro 2020, com a vitória (2 x 1) sobre o Athletico Paranaense, na noite de ontem (11), na Arena Beira Rio, em Porto Alegre. O jogo foi decidido com três gols de cabeça no primeiro tempo, e Tiago Galhardo, autor do primeiro, aumentou a vantagem como artilheiro do campeonato com 13, mais três que Marinho, do Santos, que fez de pênalti os dois da vitória (2 x 1) sobre o Grêmio, na Vila Belmiro.

BOM LATERAL – Além de muito firme na marcação, o lateral-direito Heitor, gaúcho de 19 anos, 1,74m, natural de Pelotas, criou as jogadas para os gols do Internacional. Logo aos 7 minutos, ele fez o cruzamento sob medida na cabeça de Tiago Galhardo, que sequer precisou saltar para abrir o placar, e aos 36, em outro cruzamento preciso, para o atacante Abel Hernandez fazer 2 x 0. Renato Kayzer, atacante paranaense de 24 anos, fez o gol do Athletico, aos 42.

FENÔMENO – O atacante Abel Hernandez, de 30 anos, tem na perna direita uma tatuagem da cara de Ronaldo Fenômeno, feita por um amigo de infância de Pando, pequena cidade uruguaia de 45 mil habitantes, a apenas 32 km da capital Montevideu. Abel Hernandez disse que “Ronaldo foi o melhor que vi jogar e procuro me inspirar no que via ele fazer em campo”. Quem salvou o Inter do empate foi Marcelo Lomba, com defesas em chutes fortes de Renato Kayzer e Fabinho, nos acréscimos, além da sorte na falta que Ravanelli bateu no travessão.

VICE-LÍDERES – Marcelo Lomba, Heitor (Rodinei), Zé Gabriel, Victor Cuesta e Moisés; Lindoso, Praxedes (Musto), Patrick (Pottker) e Marcos Guilherme; Tiago Galhardo (Yuri Alberto) e Abel Hernandez (D’Alessandro). Técnico – Eduardo Coudet. O Internacional reassumiu a vice-liderança com 28 pontos – 8 vitórias, 4 empates, 3 derrotas, saldo de 11 gols (21 a 10) -, o Flamengo é terceiro, com 27 pontos e 8 vitórias, e o São Paulo, quarto com 26 e 7 vitórias.

Foto: Paraíba Online