Escolha uma Página

Quarenta e três gols nos quinze jogos que completaram neste último domingo (28) de março a segunda rodada das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2022, com dois empates e mais vitórias (7) dos visitantes do que dos mandantes (6). A seleção que mais brilhou foi a da Itália, que venceu (2 x 0) a Bulgária, repetindo o placar da estreia sobre a Irlanda do Norte, e completando 24 jogos de invencibilidade, com 19 vitórias sob o comando do técnico Roberto Mancini.

BOA EXIBIÇÃO – A Itália voltou a fazer boa exibição, impondo-se no Estádio Nacional de Sófia, capital da Bulgária, com um gol em cada tempo. O primeiro gol foi do atacante Andrea Belotti, de 27 anos, do Torino, convertendo pênalti do zagueiro Dimov em Belotti, aos 43 minutos. No segundo tempo, o meia Manuel Locatelli, de 23 anos, do Sassuolo, emprestado pelo Milan, fez o segundo gol aos 37 minutos, da entrada da área, em chute colocado no canto, após boa jogada de Verrati e Bernardeschi.

DONNARUMMA, Florenzi (Di Lorenzo), Bonucci, Acerbi e Spinazzola; Barella, Verrati (Pessina) e Sensi (Locatelli); Chiesa (Bernardeschi), Belotti (Ciro Immobile) e Insigne – a seleção italiana, que fará o terceiro jogo, quarta (31), com a Lituânia, na capital Vilnius. Itália e Suíça, que venceu (1 x 0) a Lituânia, tem 6 pontos, mas a Itália lidera o Grupo C pelo saldo de gols (4 a 3). O jornal Tuttosport destaca: “Festa italiana com nocaute na Bulgária. Mancini voa para o alto do grupo”.

ROBERTO MANCINI, de 56 anos, maior artilheiro da Sampdoria com 173 gols, entre 1982 e 1997, assumiu a seleção no amistoso em que a Itália, já desclassificada da Copa do Mundo da Rússia, venceu (2 x 1) a Arábia Saudita, na segunda-feira, 28 de maio de 2018, em Saint Gallen, na Suíça. Desde então, a Itália só perdeu (1 x 0) para Portugal, em 19 de setembro, na Liga das Nações. A vitória deste domingo (28) sobre a Bulgária foi a quinta consecutiva, das 19 vitórias em 24 jogos.

RENOVAÇÃO – Roberto Mancini procurou renovar a seleção desde a estreia, quando lançou Andrea Belotti, que fez o gol da vitória sobre os sauditas, e hoje (28) marcou o primeiro nos 2 x 0 sobre a Bulgária, e depois acertou a trave. Mancini foi o técnico que levou a Inter de Milão ao tricampeonato italiano – 2005-06, 07, 08 – e o Manchester City ao título inglês de 2011-12, último antes da chegada de Guardiola. O prestígio dele e da seleção italiana estão aumentando para a Eurocopa em junho.

BRASILEIRO – Há seis temporadas no Ludogorets, vencedor dos últimos nove campeonatos e que em 2018 foi dirigido por Paulo Autuori, o lateral-direito Cicinho, de 32 anos, paraense de Belém, teve atuação discreta no primeiro tempo. O técnico búlgaro Yasen Petrov, de 52 anos, o substituiu no intervalo pelo lateral búlgaro Birsent Karagaren, de 28 anos, que joga no Lokomotiv, da cidade de Plovdiv, a 143 km da capital Sófia.

ÚNICA GOLEADA – A Dinamarca foi a seleção que mais contribuiu para os 43 gols do último domingo de março das eliminatórias europeias, ao aplicar a única goleada (8 x 0) sobre a Moldávia, que na estreia havia empatado (1 x 1) com as Ilhas Faroe. Os dinamarqueses, ainda sem sofrer gol, estrearam com 2 x 0 sobre Israel, que neste domingo (28), em Tel Aviv, conseguiu empatar (1 x 1) com a Escócia, mesmo placar da estreia da Ucrânia, em casa, com a Finlândia.

Foto: Esporte News Mundo