Escolha uma Página

No primeiro dos dois amistosos de preparação para a estreia na Eurocopa, dia 11 de junho com a Turquia, no Estádio Olímpico de Roma, o técnico Roberto Mancini fez seis substituições na goleada de 7 x 0 da Itália sobre San Marino, mas manteve até o final o lateral-direito Rafael Toloi, mato-grossense de 30 anos,  comprado do São Paulo em 2015 pela Atalanta. Em 2020, Toloi ganhou a cidadania italiana e a braçadeira de capitão da Atalanta, e terminou a temporada 2020-2021 em terceiro lugar, com o ataque mais positivo (90) e a um ponto (78 a 79) do vice-campeão Milan.

TUDO A VER – A goleada de ontem (28) sobre San Marino tem tudo a ver com o futebol ofensivo que o técnico implantou na seleção, com reflexos no Campeonato Italiano 2020-2021, recordista de gols dos cinco principais campeonatos da Europa 2020-2021. Campeão italiano 90-91, Mancini, hoje aos 56 anos, é o maior artilheiro da história de 74 anos da Sampdoria com 173 gols, e que gosta que as equipes que comanda procurem sempre o caminho mais curto do gol.

MAIS DE 1000 – Nos 380 jogos da temporada 2020-2021 foram marcados 1.163 gols no Campeonato Italiano, único da Europa com média superior a 3 gols por jogo (3.06). A segunda média de gols foi do Campeonato Francês, com 2.75 por jogo: 1.045 gols nos 380 jogos. A terceira, do Campeonato Inglês, com 2.69 gols por jogo: 1.024 gols em 380 jogos. O Campeonato Espanhol teve média de 2.53 gols por jogo, com 962 gols em 380 jogos. No Campeonato Alemão, disputado por 18 times, a média foi de 2.72 gols por jogo, com 928 gols em 340 jogos.

COPA 2022 – Enquanto o Brasil quer o sexto título, para não completar cinco Copas sem Copa, Itália e Alemanha, quatro vezes campeãs, tentam se igualar ao Brasil, campeão pela última vez em 2002. A Itália foi a primeira seleção bicampeã (34-38) e campeã também em 82 e 2006. A Alemanha ganhou as Copas de 54, 74, 90 e 2014, quando se tornou, no Maracanã, a primeira da Europa campeã na América do Sul. O Brasil foi bi em 58-62 e campeão em 70, 94 e 2002. A Copa de 2022, primeira no Oriente Médio e não em junho-julho, mas entre 21 de novembro e 18 de dezembro, promete novas emoções no Catar.

A GOLEADA – Só dois dos sete gols da Itália, no 7 x 0 do amistoso de ontem (28) com San Marino, pequeno país montanhoso no Centro-Norte italiano, foram marcados no primeiro tempo: Bernardeschi aos 31, e Ferrari aos 34. Na volta do intervalo, Politano aos 3 e aos 32; Belotti aos 24, e Pessina aos 29 e aos 41. Os italianos trocaram a camisa azul pela branca, no jogo na Arena Sardenha, na linda cidade de Cagliari, capital da ilha da Sardenha, com sua extraordinária beleza arquitetônica, a Catedral de Cagliari, obra deslumbrante do século XIII.

ALESSIO CRAGNO (Alex Meret), Rafael Toloi, Mancini (Di Lorenzo), Ferrari e Biraghi (Bastoni); Cristante, Castrovilli, Pessina (Barella) e Bernardeschi; Grifo (Belotti), Kean (Politano) – a seleção italiana que goleou San Marino, mesclada de titulares e reservas, e que antes da estreia na Eurocopa fará outro amistoso com a seleção da República Tcheca, que disputará o Grupo D com Croácia, Inglaterra e Escócia. Além da Turquia na estreia, a Itália jogará com Suíça e País de Gales no Grupo A, sempre acompanhada pelo rossonero Massimo Bricchi Argenton.

Foto: CalcioToday