Escolha uma Página

O primeiro-ministro Mario Draghi, de 73 anos, economista e banqueiro, disse que “as autoridades italianas são contra a final de 11 de julho da Eurocopa na Inglaterra”, sob o argumento de que o evento deve se realizar em um local onde  a pandemia esteja sob controle. A declaração de Draghi, político influente, foi feita a cinco dias de estar programado para o estádio de Wembley, nos arredores de Londres, o jogo da Itália com a Áustria pelo mata-mata das oitavas de final.

PREFEITA – Outra voz contrária, firme e forte, foi a de Virginia Elena Raggi, de 42 anos, belíssima primeira prefeita de Roma, que logo colocou o Estádio Olímpico da capital italiana à disposição: “Estamos preparados para receber o espetáculo grandioso da final da Eurocopa” – disse a lindíssima prefeita, ao salientar que “a Itália tem muita tradição de promover eventos que ficam marcados para sempre, e a Eurocopa seria mais um para sua história maravilhosa”.

37 JOGOS – O próximo Itália x Áustria será o trigésimo sétimo jogo entre as seleções, terceiro da Eurocopa, com uma vitória da Itália e um empate. A Itália também ganhou todos os quatro jogos que disputou com a Áustria em Copas do Mundo. A Áustria só conseguiu algum equilíbrio em amistosos, de vez que venceu cinco dos dezenove e a Italia ganhou sete, registrando-se sete empates. O futebol italiano vive momento muito superior ao do futebol austríaco.

GRUPO DA MORTE – Enquanto Itália e Bélgica se classificaram com antecedência e aumentam o favoritismo dos observadores, o chamado Grupo da Morte só será definido amanhã (23). A Alemanha cresceu após os 4 x 2 sobre Portugal, que pode surpreender a França, em um jogo aguardado com intensa expectativa na Arena Puskas, em Budapeste, onde os franceses reclamaram muito do calor e só empataram (1 x 1) com os húngaros.

CALCULADORA – Portugal já acionou a calculadora para fazer as contas, pensando até mesmo em conseguir a vaga como terceiro do grupo. Os analistas portugueses mais otimistas dizem assim: “Portugal será primeiro, se a Alemanha não vencer a Hungria, e será segundo, se a Alemanha vencer em Munique, hipótese que se deve admitir como provável”. Os portugueses até já se mostram preparados para a eliminação de sua seleção, após a derrota para os alemães.

MUITO SE, SE, SE – Portugal usa o “se”, tanto como pronome reflexivo quanto partícula apassivadora, tipo assim: “Se perder da França, Portugal entra nas oitavas, se não perder por mais de dois gols, e se a Hungria não vencer a Alemanha. Portugal entra como um dos três melhores terceiros, se não perder por mais de três gols, e se a Hungria não ganhar da Alemanha, e se a Croácia empatar com a Escócia”. Bom lembrar: o técnico de Portugal sabe fazer contas: é engenheiro.

PRIMEIRO E TERCEIRO – Nesta terça (22), República Tcheca e Inglaterra decidem o primeiro lugar do Grupo D, enquanto Croácia e Escócia disputam vaga de um dos terceiros melhores. Holanda, em primeiro no Grupo C, com 3 x 0 na indefesa Macedônia do Norte, e Bélgica, em primeiro no Grupo B, com 2 x 1 na Finlândia, esperam pelos adversários de domingo (27). Itália, primeiro do A x Áustria, segundo do C, e Dinamarca, segundo do B, após 4 x 1 na Rússia x Gales, segundo do A, são confrontos do sábado (26).

Foto: The World News Platform