A SELEÇÃO BRASILEIRA FEMININA, do técnico Jonas Urias, de 33 anos, foi eliminada na madrugada desta 6ª feira (26) do Campeonato Mundial de Futebol sub-20, ao perder por 2 x 1 para o Japão, no Estádio Nacional de San José, maior cidade e capital da Costa Rica, país da América Central mais visitado por turistas dos Estados Unidos, que foram 1.300 mil em 2021. 

O BRASIL FOI ELIMINADO depois de quatro jogos sem sofrer gol – 0 x 0 com a Espanha; 2 x 0 na Austrália; 5 x 0 na Costa Rica e 1 x 0 na Colômbia -, e domingo (28) tentará pelo menos repetir o 3º lugar de 2006, sua melhor colocação, no jogo com a Holanda, eliminada por 2 x 1 pela Espanha, que fará a final com o Japão. Entre 2008 e 2010 o futebol feminino sub-20 do Brasil não fez boas campanhas.

O BRASIL JÁ SAIU PARA O INTERVALO em desvantagem, ao sofrer o gol de fora da área da atacante Yuya Yamamo, aos 27. Cris, meia do São Paulo, empatou aos 11, encobrindo a goleira Shu Ohba. O gol da vitória japonesa, aos 40 minutos, foi de Maika Hamano, de 18 anos, do Inac Kobe, encobrindo a goleira Barbieri, de 19 anos, do Internacional. 

DEPOIS DE EMPATAR SEM GOL na estreia com o Brasil, a Espanha venceu todos os jogos e conseguiu chegar pela segunda vez consecutiva na final, que disputará domingo (28) com o Japão. O destaque da seleção espanhola é Inma Gabarro, de 19 anos, meia-atacante do Sevilha, com sete gols nos últimos cinco jogos. A Espanha bateu o recorde de 1000 gols em Mundiais femininos sub-20.

 Foto: Hector Vivas – FIFA/FIFA via Getty Images