Escolha uma Página


DEIXAR A UNIÃO EUROPEIA DE FUTEBOL (Uefa) para passar a competir pela Confederação Asiática de Futebol, é o jeitinho que a Federação Russa de Futebol está querendo encontrar, para disputar as eliminatórias e poder voltar à Copa do Mundo de 2026, após ter sido banida pela Fifa, depois de invadir a Ucrânia.

A TROCA DE FILIAÇÃO será anunciada 3ª feira (27), após reunião da comissão executiva da Federação Russa. O presidente Alexandr Diukov, de 66 anos, disse que “a entrada na Confederação Asiática pode permitir que nossas seleções e clubes voltem aos torneios oficiais, embora a decisão seja complicada e controversa”.

A MAIORIA DOS CLUBES RUSSOS apoia a mudança para a Confederação Asiática, principalmente porque a União Europeia decidiu manter as sanções ao futebol russo, enquanto durar o conflito na Ucrânia. A Confederação Asiática não quis dar garantir por escrito, mas se mostrou disposta a acolher a Federação Russa.

COM O COLAPSO DO COMUNISMO, em 18 de agosto de 1991, os russos não conseguem bons resultados, como nos tempos da União Soviética, e foram eliminados, de forma precoce, nas quatro Copas: em 94, a primeira que disputaram como Rússia, 2002, 2014 e 2018, única em que chegaram às quartas de final.

  • + AL HILAL, maior campeão da Arábia Saudita com 18 títulos, foi designado hoje (23) como representante da Ásia no Mundial de clubes de 2023, como campeão de 2021, de vez que o campeão de 2022 só será conhecido em abril e a Fifa exigiu pressa na definição. O volante colombiano Gustavo Cuellar e o atacante Michael, ambos ex-Flamengo, fazem parte da equipe saudita do técnico argentino Ramon Diaz.
  • + EVANILSON, ex-Fluminense, desfalcará o FC Porto nos cinco próximos jogos, depois de entrada dura no joelho direito, no jogo da Taça de Portugal com o Gil Vicente. O atacante cearense de 23 anos não passará por cirurgia e vai se recuperar com tratamento conservador, informou o médico do clube.
  • + LEWANDOWSKI, artilheiro do Espanhol com 13 gols em 14 jogos, sofreu a primeira punição no Barcelona, suspenso por três jogos, após ser expulso no jogo com o Osasuna. Ele pegou um jogo pelo cartão amarelo e dois jogos por gestos contra o árbitro Lopez Mateo ao sair do gramado.
  • + VICENTE DEL BOSQUE, único técnico campeão do mundo, disse hoje (23), ao ser homenageado pelos 72 anos, que “Messi é o melhor dos que vi, pela qualidade técnica e pela regularidade”. Del Bosque dirigiu a Espanha na Copa de 2010, e foi cinco vezes campeão como zagueiro e duas como técnico no Real Madrid.
  • + HOWARD WEBB, 4º árbitro inglês em final de Copa do Mundo, Espanha 1 x 0 Holanda, em 2010 na África do Sul, sugeriu que ex-jogadores ingleses passem a participar da comissão de arbitragem: “Com certeza, pelas experiências que viveram em campo, ajudariam a melhorar o nível das atuações dos árbitros”.
  • + O FULHAM jogará de luto 2ª feira (26) com o Southampton, no reinício da Premier League, pela morte hoje (23) do lateral-direito George Cohen, de 83 anos, que só vestiu sua camisa em 459 jogos, e foi campeão do mundo em 66, em todos os seis jogos da seleção inglesa. Em 2021, Cohen ganhou uma estátua no Craven Cottage, estádio do clube, em Londres.
  • + EM SEUS ÚLTIMOS ANOS, George Cohen dedicou-se a arrecadar fundos para a luta contra o câncer, causa da morte de seu companheiro Bobby Moore, capitão da seleção inglesa de 66, e o Alzheimer, que afetou vários outros jogadores de sua época. Seu corpo será doado ao Instituto de Ciências de Fulham para pesquisas, de acordo com seu próprio pedido.
  • + GUILLERMO OCHOA, de 37 anos, 1,85m, segundo goleiro mexicano a disputar cinco Copas, depois do lendário Antonio Carbajal (1950 a 1966), estreará dia 4 na Salernitana, 12º do Italiano, com o vice-líder Milan, no estádio Arechi, em Salerno. É o 6º clube da carreira de Ochoa, que iniciou no Club América da Cidade do México.

Foto: O Jogo