O presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, entregará depois de amanhã (30) a Ordem do Infante Dom Henrique ao técnico português Jorge Jesus, de 65 anos, primeiro europeu campeão brasileiro e da Copa Libertadores com o Flamengo. A solenidade será às 17 horas, no salão nobre do Palácio Nacional de Belém, em Lisboa.

ORDEM DO INFANTE Dom Henrique, criada em 2 de junho de 1960 para homenagear o Navegador, filho do Rei Dom João I e da Rainha Felipa, nascido na cidade do Porto, em 4 de março de 1394, e falecido na cidade de Sagres, em 13 de novembro de 1460, é a distinção honorífica com mais agraciamentos. Ao todo, mais de oito mil personalidades a receberam.

TARDE DE GALA – O Palácio Nacional de Belém, residência oficial do presidente da República desde 1912, foi inaugurado em 1559 e está localizado na área nobre da região sudoeste de Lisboa. No cargo desde 9 de março de 2016, o presidente Marcelo Rebelo de Sousa, de 71 anos, antecipa ser honroso condecorar um nome de prestigio do futebol, em tarde de gala.
 

FLAMENGO DECIDE COM SEU EX-TÉCNICO

Campeão brasileiro, o Flamengo decidirá o primeiro título de 2020 com o Athletico Paranaense, campeão da Copa do Brasil de 2019, que confirmou ontem (27) a contratação de Dorival Júnior, sem clube desde o final de 2018, quando dirigiu o Flamengo nos últimos doze jogos do ano. A decisão da Supercopa do Brasil será no domingo, 16 de fevereiro, às 11 horas, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

REENCONTRO – Athletico Paranaense e Flamengo estarão se reencontrando em jogo único que decidirá a Supercopa do Brasil, sete meses depois que o Athletico eliminou o Flamengo nas quartas de final da Copa do Brasil, na noite de 17 de julho, no Maracanã. 1 x 1 nos 90 minutos, e Athletico 3 x 1, na primeira decisão em pênaltis do goleiro Diego Alves, que  completava dois anos no Flamengo.

GANHADOR – Dorival Júnior volta ao futebol do Paraná, após ter sido campeão estadual de 2008 com o Coritiba. Antes, campeão de 2004 no Figueirense; 2005 no Fortaleza; 2006 no Sport; 2010 no Santos, também campeão da Copa do Brasil, e 2012 no Internacional. Dorival estreou como técnico em 2002 na Ferroviária, que defendeu como meio-campo em 82 e 83. Ele tem 57 anos e nasceu em Araraquara, a 273 km da capital paulista.