Escolha uma Página

A Juventus de Turim aumentou para dezesseis pontos a vantagem na liderança do Campeonato Italiano, ao ganhar (2 x 1) do vice-lider Napoli, neste primeiro domingo (3) de março, no estádio San Paolo, em Napoles, sul da Itália. O caminho para o oitavo título consecutivo do maior campeão italiano e único invicto do atual campeonato – 23 vitórias e 3 empates -, ficou mais curto, faltando treze rodadas, com a Juventus somando 72 pontos e o Napoli 56. O Milan é terceiro com 48.

FALTA E EXPULSÃO – O Napoli jogou com 10 desde os 28 minutos do primeiro tempo, quando o jovem goleiro italiano Alex Meret, de 21 anos, 1,92m, fez falta fora da área em Cristiano Ronaldo e foi (bem) expulso pelo árbitro Gianluca Rocchi. O técnico Carlo Ancelotti tirou o meia Milik e colocou o goleiro colombiano David Ospina, de 30 anos, 1,83m. Na cobrança da falta, o meia bósnio Miralém Pjanic, de 28 anos, chutou forte e rasteiro, abrindo o placar.

GOL DE CABEÇA -Com mais um, ficou fácil para a líder Juventus continuar com o domínio e ampliar o placar. O segundo gol, aos 39, foi do volante alemão Emre Can, de 25 anos, filho de turcos, que completou de cabeça o escanteio do meia Federico Bernardeschi. O técnico Massimiliano Allegri orientou o time, através do capitão Giorgio Chiellini, para que evitasse as divididas e deixasse os minutos se esgotarem para manter a vantagem até a saída para o intervalo.

OUTRA EXPULSÃO – Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o meia Pjanic interceptou com o braço um lançamento do volante carioca Allan, ex-Vasco, e foi expulso, porque já havia recebido o amarelo em jogada perigosa no primeiro tempo. O Napoli ganhou fôlego e chegou ao gol com o atacante espanhol Callejón, de 32 anos, 1,78m, finalizando aos 15 minutos, sem defesa para o polonês Szczesny. A reação do time ficou nisso e a Juventus controlou bem o jogo até o fim.

OUTRO PÊNALTI – O Napoli não aproveitou a maior chance do segundo tempo para empatar. O lateral-esquerdo Alex Santos, da seleção brasileira, cometeu pênalti com um toque de mão aos 38 e o atacante italiano Lorenzo Insigne, de 27 anos – o mais baixo em campo, 1,63m – acertou a trave direita. Formado em 2009 na base do clube, Insigne perdeu o segundo pênalti na carreira profissional, por coincidência em dois jogos com a Juventus.

ARTILHARIA – Cristiano Ronaldo não fez bom jogo e só apareceu no lance em que foi derrubado, fora da área, pelo goleiro Alex Meret, resultando na falta do primeiro gol. Sem marcar, o atacante português foi alcançado na artilharia do campeonato, com 19, pelo italiano Fabio Quagliarella, que no primeiro jogo deste domingo (3) marcou os dois gols da vitória (2 x 1) da Sampdoria de Genova, fora de casa, sobre o Spal, da cidade de Ferrara.

OS LÍDERES INVICTOS – Szczesny, João Cancelo (De Sciglio, 17 do segundo tempo), Bonucci, Chiellini e Alex Sandro; Emre Can, Matuidi e Dybala (Bernardeschi, 41 do segundo tempo); Cristiano Ronaldo e Mandzukic (Betancur, 29 do segundo tempo). É o time da melhor campanha – 23 vitórias, 3 empates, nenhuma derrota -, com o ataque mais positivo (55) e a defesa menos vazada (16). A média de gols da Juventus é de 1,89 por jogo.

Fotos: site oficial do Juventus