A Juventus manteve a liderança do Campeonato Italiano ao vencer (1 x 0) o Milan, que sofreu a sétima derrota em doze jogos, mas o gol da vitória não foi de Cristiano Ronaldo. Por uma dessas ironias do futebol, o argentino Pablo Dybala, que substituiu o artilheiro português, aos nove do segundo tempo, marcou o gol aos 31, neste domingo (10), no Allianz Stadium, em Turim, maior cidade do Norte italiano.

SÓ UM PONTO – A Juventus lidera com 32 pontos e continua como única invicta do campeonato em doze rodadas. A Inter de Milão, que sábado (9) venceu como visitante o Verona (2 x 1), é vice-lider com 31 pontos, e Lazio de Roma, que ganhou hoje (10) da Lecce (4 x 2), em Roma, está em terceiro com 24 pontos.

SEGUNDA VEZ – Cristiano Ronaldo foi substituído quatro vezes desde que chegou à Juventus, mas, pela primeira vez, saiu em dois jogos consecutivos e com menos tempo em campo. Quarta (6), no jogo com o Lokomotiv Moscou, pela Champions League, saiu aos 35 do segundo tempo, e hoje (10), foi substituído aos nove do segundo tempo.

OS LÍDERES – A Juventus é dirigida pelo italiano Maurizio Sarri e o time que ganhou do Milan teve Szczesny, Juan Cuadrado, Bonucci, De Ligt e Alex Sandro; Pjanic, Betancur, Matuidi (Rabiot, 25 do segundo tempo) e Bernardechi (Diego Costa, 16 do segundo tempo); Gonzalo Higuain e Cristiano Ronaldo (Dybala, 9 do segundo tempo). 

PAQUETÁ MAL – O meia Lucas Paquetá, ex-Flamengo, foi mal no clássico e saiu aos 39 do segundo tempo, substituído pelo meia croata Ante Rebic, 26 anos. O árbitro napolitano  Fabio Maresca, de 38 anos, marcou 23 faltas (13 da Juventus) e aplicou seis cartões amarelos (cinco do Milan).
Foto: UOL