O Avaí não saiu da lanterna, mas ganhou a segunda como visitante, sem sofrer gol, e repetiu neste domingo (15) sobre o Atlético Paranaense o 1 x 0 do Maracanã diante do Fluminense. O belo gol do atacante Jonathan, de fora da área, com chute forte no ângulo, aos 14 do primeiro tempo, foi o décimo do Avaí em 19 jogos do Brasileirão 2019. Jonathan, 20 anos, 1,77m, destro, é gaúcho de Capão da Canoa e foi revelado na base do Internacional, que defendeu de 2012 a 2017.

NOME DO JOGO – Mesmo com time reserva, poupando os titulares para a final de quarta (18), com o Internacional, em que só precisa do empate para ser campeão da Copa do Brasil pela primeira vez, o Atlético Paranaense foi muito superior, acertou duas no travessão e parou em grandes defesas do goleiro Vladimir, além de ter tido pênalti anulado pelo árbitro de video no último minuto do jogo, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Vladimir – o nome do jogo – é baiano de Ipiaú, 30 anos, 1,90m, revelado na base do Santos e cinco vezes campeão paulista, da Copa do Brasil 2010 e da Libertadores 2011. Ele foi campeão catarinense de 2019 pelo Avaí, que defende por empréstimo até o fim do ano, com o Avaí pagando apenas 30% de seu salário.

ATLÉTICO – Leo, Erick, Madson, Pedro Henrique e Abner; Mateus Rossetto, Lucho Gonzalez (Tomás Andrade, 38 do segundo tempo), Everton Felipe (Vitinho, 21 do segundo tempo) e Thonny Anderson; Marcelo Cirino e Braian Romero (Pedrinho, 21 do segundo tempo).

O campeão paranaense terminou o turno do Brasileirão com 26 pontos – 8 vitórias, 2 empates, 9 derrotas, 25 gols marcados e 19 sofridos – e abre o returno com o Vasco, domingo (22), às 16 horas, em São Januário. Em 9 jogos como mandante, ganhou 6 e perdeu 3, marcando 11 gols e sofrendo 5.

AVAÍ – Vladimir, Yuri (Leo, intervalo), Betão, Ricardo e Igor Fernandes; Pedro Castro, Richard Franco e Mateus Barbosa; Caio Paulista, Jonathan (Julinho, 23 do segundo tempo) e Lourenço (Mosquera, 12 do segundo tempo).
O campeão catarinense terminou o turno do Brasileirão em vigésimo, com 13 pontos – 2 vitórias, 7 empates, 10 derrotas, 10 gols marcados, 25 sofridos – e inicia o returno com o Atlético Mineiro, segunda (23), no estádio da Ressacada, em Florianópolis. Em 10 jogos como visitante, perdeu 7, empatou 1, ganhou 2, marcou 5 gols e sofreu 14.

SÓ UM CARTÃO – O apoiador Mateus Rossetto, do Atlético Paranaense, foi o único advertido com cartão amarelo, aos 28 do primeiro tempo, por falta dura no atacante Jonathan, autor do gol.

O árbitro Felipe Lima, da Federação Mineira e do quadro da CBF, também acertou ao não confirmar o pênalti que marcou aos 50 do segundo tempo. A bola bateu no braço do atacante Mosquera, do Avaí, que não teve intenção de desviá-la. Em manhã de sol na Arena da Baixada, em Curitiba, R$213.680,00. 13.784 pagantes.

Foto: Uol