DEPOIS DE QUATRO VITÓRIAS por 1 x 0 e cinco por 2 x 0, o líder Cruzeiro deixou a modéstia de lado, e pela primeira vez em 26 jogos, marcou quatro gols em um jogo, ao golear o Náutico por 4 x 0, na noite de ontem (26), na Arena Independência, em Belo Horizonte. Foi a 17ª vitória e a 10ª sem sofrer gol em 13 jogos como mandante.

O ATACANTE CARIOCA EDU, de 29 anos, voltou a marcar depois de 14 jogos, completando de cabeça, aos 24 minutos, o cruzamento do zagueiro alagoano Zé Ivaldo, de 25 anos, emprestado pelo Athletico Paranaense. Foi o 17º gol de Edu em 2022, depois de ter sido artilheiro da Série B de 2021, com 17 gols, pelo Brusque.

O 2º GOL DO CRUZEIRO, aos 23 minutos do 2º tempo, também foi de cabeça, do zagueiro gaúcho Eduardo Brock, de 31 anos, capitão do time, após a segunda assistência da noite de Zé Ivaldo, dessa vez de cabeça. O Náutico ficou com 10 aos 28 minutos, com a expulsão do zagueiro João Paulo, ao atingir Luvannor com o braço.

O 3º GOL DO CRUZEIRO, aos 36 minutos, foi do atacante Lincoln, convertendo com categoria o pênalti cometido com o braço pelo zagueiro João Lucas e revisado na tela do VAR pelo árbitro Rodolfo Marques. Recuperado de contusão, o atacante Jajá reapareceu e fechou a goleada, aos 43, com belo chute de fora da área no ângulo.

COM 57 PONTOS, O CRUZEIRO tem mais 13, que o vice-líder Bahia e o Grêmio, 3º, derrotado na noite de ontem (26), em casa, pelo Ituano por 1 x 0, e mais 15 pontos que o Vasco, 4º com 42, que joga com o Bahia, amanhã (28), em Salvador. A cada rodada o Cruzeiro fica mais perto da volta triunfal à Série A em 2023.

RAFAEL CABRAL, Zé Ivaldo, Eduardo Brock (Rafael Silva) e Lucas Oliveira; Wesley (Geovane), Felipe Machado, Neto Moura e Mateus Bidu; Bruno (Daniel), Edu (Lincoln) e Luvannor (Jajá), o Cruzeiro, do técnico uruguaio Paulo Pezzolano, líder com 57 pontos, 17 vitórias, saldo de 22 gols, ataque mais positivo (36) e defesa menos vazada (14).

CRUZEIRO 4 x 0 NÁUTICO registrou R$600.345,00, com 21.228 pagantes e foi realizado na Arena Independência, em virtude de um evento musical na Esplanada do Mineirão, com o acesso ao principal estádio da capital mineira bloqueado. O Mineirão foi inaugurado em 1965, quando o Cruzeiro ganhou, até 1969, o primeiro pentacampeonato mineiro.

TIME QUE MAIS PERDEU, o Náutico sofreu a 15ª derrota em 26 jogos e não encontra forças para sair da última colocação, só com 21 pontos dos 78 disputados, que obteve em modestas cinco vitórias e seis empates. Marcou 21 gols e sofreu 38, tendo o pior saldo negativo de 17 gols. É pouco provável que consiga evitar o rebaixamento à Série C em 2023.

Foto: Folha PE