Escolha uma Página

O FLAMENGO NÃO PRECISOU dos titulares nem de mais de um minuto para vencer o Botafogo e se manter como único invicto na liderança da Taça Guanabara. O jogo da noite deste sábado (25), na Arena Garrincha, em Brasilia, foi decidido com o gol do meia Mateus Gonçalves, aos 36 segundos, após falha do lateral Daniel Borges.

O BOTAFOGO foi obrigado a se preparar no escuro porque não havia luz no vestiário. Os refletores também demoraram a funcionar. O VAR também registrou problemas de operação. O policiamento mostrou despreparo ao não evitar que o gramado fosse invadido, após a expulsão do lateral Marçal, e após o apito final.

HOUVE 13 ADVERTÊNCIAS com cartão amarelo e o árbitro Tarciso Caetano, sem suportar as reclamações, expulsou o zagueiro Joel Carli, o atacante Tiquinho Soares e o lateral Marçal. O primeiro dos 13 cartões amarelos foi aplicado logo aos cinco minutos, evidenciando o clima tenso que tomaria conta do clássico.

O TIME DE RESERVAS do Flamengo, bem superior ao time titular do Botafogo, foi orientado na área técnica pelo assistente português Rui Quinta. O técnico Vitor Pereira e todos os titulares permaneceram no Rio, concentrados para o jogo de 3ª (28), que precisam ganhar do Del Valle por dois gols.

O BOTAFOGO voltou do intervalo com Lucas Fernandes no lugar de Patrick de Paula, que torceu o joelho em lance isolado e saiu de maca, pouco antes do final do 1º tempo. A maioria dos jogadores do Botafogo está mostrando descontrole, tensão e nervosismo, o que evidencia a falta de comando do técnico e dos dirigentes.

MATEUS CUNHA, Mateuzinho, Rodrigo Caio, Pablo e Cleiton; Igor Jesus (Lorran), Erick Pulgar e Mateus Gonçalves; Marinho (André), Mateusão e Cebolinha, o Flamengo, líder e único invicto, 23 pontos, 7ª vitória, 2 empates, saldo de 15 gols (18 a 3, ataque mais positivo e defesa menos vazada, igual à do Fluminense).

LUCAS PERRI, Daniel Borges (Mateus Nascimento), Joel Carli, Luis Segovia e Marçal; Tchê Tchê, Gabriel Pires e Patrick de Paula (Lucas Fernandes); Lucas Piazon, Tiquinho Soares e Victor Sá – o Botafogo, do técnico português Luis Castro, que disse ter sido empurrado pelos policiais militares após a derrota para os reservas do Flamengo

O FLAMENGO SERÁ CAMPEÃO da Taça Guanabara por antecipação, se vencer o Vasco no primeiro domingo (5) de março, recebendo a taça antes do Fla-Flu da última rodada, 4ª feira (8). O Fluminense, vice-líder, tem 19 pontos, 6 vitórias, 1 empate, 2 derrotas, saldo de 10 gols (13 a 3).

COM 16 PONTOS, após a terceira derrota, segunda consecutiva, o Botafogo deve perder o 3º lugar para o Vasco, com 14 pontos, favorito do jogo de encerramento da 9ª rodada com o Boavista, 2ª feira (27), em São Januário.

Foto: @marcelocortes_ / CRF