O BELO GOL DE CABEÇA do atacante bósnio Edin Dzeko, de 36 anos, aos 11 minutos do 2º tempo, levou a Inter de Milão ao 4º lugar, com a terceira vitória consecutiva, e tirou a invencibilidade do líder Napoli, depois de 13 vitórias e 2 empates no Italiano 2022-23, na noite desta 4ª feira (4), no Estádio Giuseppe Meazza, em Milão.

MESMO PERDENDO, o Napoli manteve cinco pontos de vantagem sobre o vice-líder Milan, com 36, que ganhou da Salernitana por 2 x 1, no Estádio Arechi, em Salerno, e só não goleou porque o goleiro mexicano Guillermo Ochoa, de 37 anos, depois de completar cinco Copas do Mundo, fez estreia estupenda com seis grandes defesas.

RAFAEL LEÃO, atacante português de 23 anos, voltou a se destacar com o 1º gol do Milan, em grande arrancada, aos 9, e o meia Sandro Tonali fez o 2º gol aos 14 minutos. O vice-líder Milan recebe domingo (8) a Roma, que hoje (4) venceu o Bologna por 1 x 0, gol de pênalti do meia Lorenzo Pellegrini, no Estádio Olímpico.

A JUVENTUS também deu boa subida e chegou ao 3º lugar, com 34 pontos, apesar de só conseguir vencer a Cremonese, que sofreu a 9ª derrota e é a única ainda sem vitória, só por 1 x 0, no Estádio Giovanni Zini, em Cremona. O gol foi de falta do atacante polonês Milik, emprestado pelo Marselha, aos 48 minutos do 2º tempo.

ÚNICO TÉCNICO dos principais campeonatos europeus, que fuma cachimbo durante o jogo, Luciano Spalletti, ex-zagueiro de 63 anos, disse que “o Napoli não merecia a derrota”, e cumprimentou o técnico da Inter, Simone Inzaghi, de 46 anos, um dos grandes goleadores italianos da Lazio de Roma e da Sampdoria de Gênova.

O NAPOLI lidera com 41 pontos, 13 vitórias e saldo de 24 gols (37 a 13). O vice-líder Milan, do técnico Stefano Pioli, ex-zagueiro de 57 anos, tem 36 pontos, 11 vitórias e saldo de 15 gols (31 a 16). A Juventus, em 3º com 34 pontos e 10 vitórias, tem saldo de 18 gols (25 a 7). Em 4º, com 33 pontos, a Inter de Milão é a única equipe das 20 equipes que ainda não empatou.

Foto: Imago Images / Gribaudi/ImagePhoto