MARINHO ESTREOU BEM, abrindo caminho para a vitória do Flamengo com belo gol aos 22 minutos, nos 3 x 0 sobre o Boavista, na noite desta 4ª feira (2), no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, no Sul do estado do Rio de Janeiro. Substituído no intervalo por Gabriel, que marcou o 3º gol aos 38, Marinho dedicou o gol e ofereceu a camisa 31 ao pai, José Carlos Costa, que se emocionou e chorou no dia de sua apresentação.

OUTRO BOM DESEMPENHO da noite foi o de Vitinho, um dos seis que não foram substituídos, com assistências para os três gols da vitória, que dedicou ao pai Rinaldo, aniversariante de hoje (2). O atacante fez boa pré-temporada, depois de bem-sucedido na artroscopia do joelho direito em dezembro, assim que terminou 2021, com 15 gols e 14 assistências. Embora o ano não tenha sido tão favorável, ele esteve entre os mais regulares do elenco.

O GOL DO PRIMEIRO TEMPO foi do estreante Marinho, de pé esquerdo, completando de primeira o cruzamento rasteiro de Vitinho. A única chance do Boavista foi na cobrança de falta do lateral-esquerdo Bull, que o goleiro Hugo espalmou. Na volta do intervalo, Pedro marcou o segundo gol aos 16, e Gabriel, reserva no jogo da véspera da seleção, fez o terceiro aos 38, completando 105 gols em 148 jogos. Vitinho chegou a 33 assistências em 193 jogos.

DEPOIS DE TRÊS SEMANAS de treinamento e de só utilizar os titulares na terceira rodada, o técnico estreante Paulo Sousa não contou apenas com o lateral chileno Isla, e procurou dosar o aproveitamento de Everton Ribeiro e Gabriel, que só entraram no intervalo. O que se viu no primeiro jogo com a orientação do treinador português foi o Flamengo priorizar a movimentação, os deslocamentos e os toques de primeira, mas sem tanta precisão nas finalizações.

NA ESTREIA DE PAULO SOUSA, o Flamengo venceu o Boavista por 3 x 0 com Hugo, Mateuzinho, Gustavo Henrique (David Luiz, 17 do 2º tempo), Noga, Cleiton e Renê (Everton Ribeiro, intervalo); Tiago Maia, João Gomes (Willian Arão, 17 do 2º tempo) e Vitinho; Marinho (Gabriel, intervalo) e Pedro (Rodinei, 29 do 2º tempo). O Fla-Flu do próximo domingo (6) foi confirmado para o estádio Nilton Santos, após ter sido anunciado que seria em Brasília e Volta Redonda.

SETE AMARELOS – Boa atuação do árbitro Maurício Machado Coelho Junior, de 45 anos, mineiro de Juiz de Fora, professor de educação fisica, que aplicou com muito acerto a lei da vantagem, deixando Flamengo 3 x 0 Boavista fluir bem. Advertiu com cartão amarelo os zagueiros Gustavo Henrique e Cleiton e o atacante Gabriel, único por reclamação, e quatro do Boavista: o lateral Bull, o zagueiro Kadu Fernandes, o volante Ralph e o atacante Mateus Alessandro. R$275.763,00. 8.478 pagantes.

BANGU 1 x 1 VOLTA REDONDA – No jogo da tarde, no estádio da estação de Guilherme da Silveira, na Zona Oeste, o Volta Redonda fez 1 x 0, gol do atacante MV, aos 10 do 2º tempo, e o Bangu só se livrou da segunda derrota, nos acréscimos, com o gol do meia Lucas Oliveira aos 51 minutos. O Bangu venceu o Fluminense na estreia por 1 x 0 e perdeu para o Botafogo por 2 x 0, e o Volta Redonda estreou perdendo para o Vasco (4 x 2) e não saiu do 0 x 0 com o Flamengo.

Foto: Divulgação